Cruzeiro

Marcelo Moreno merece a titularidade? Veja números do jogador

Marcelo Moreno merece a titularidade? Veja números do jogador
— Continua depois da publicidade —

Em fevereiro deste ano, o atacante Marcelo Moreno retornou ao Cruzeiro em uma demonstração de carinho com o clube, para contribuir na reconstrução do clube, algo que foi muito comemorado pela torcida. Entretanto, os números do jogador, de 33 anos, não tem justificado sua titularidade absoluta na Raposa. Em 2020, o Flecheiro marcou dois gols e duas assistências em 15 jogos com a camisa celeste.

Analisando mais números de Marcelo Moreno, na Série B, o jogador tem, em média, duas finalizações por jogo, sendo apenas uma grande chance perdida apenas. O conjunto do ataque cruzeirense também não tem criado as melhores condições para o atacante marcar, mas nas últimas 12 partidas, o Cruzeiro criou 167 chances de gol.

O Flecheiro Azul tem uma porcentagem de eficácia por jogo, segundo o site especializado em estatística SofaScore, é de 76%. Além disso, uma de suas especialidades é na bola aérea, porém venceu 41% das vezes que disputou uma bola de cabeça com seus adversários.

Quanto às punições, Marcelo Moreno foi mais amarelado na Série B do que estufou as redes, recebeu três cartões amarelos, com uma média de duas faltas por jogo apenas.

Marcelo Moreno tem uma história vitoriosa com o Cruzeiro, já venceu dois Campeonatos Mineiro (2008 e 2014) e um Campeonato Brasileiro (2014). Além disso, o atacante foi artilheiro da Copa Libertadores de 2008. Com esses números expressivos, o jogador brasileiro, naturalizado boliviano, foi para a Europa e posteriormente chegou a jogar com outros grandes clubes do futebol brasileiro, como Flamengo e Grêmio. Em 2020, o Flecheiro voltou à Belo Horizonte para reconstruir o clube celeste, porém as dificuldades têm sido maiores e Marcelo Moreno não tem conseguido entregar exatamente o que o torcedor espera.

Veja também: Após retorno, Sassá vive a expectativa de reestreia contra a Ponte Preta

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top