Palmeiras

Em coletiva, Matías Viña exalta atuação do Palmeiras e minimiza críticas ao elenco

Foto: Divulgação/Palmeiras/Cesar Greco
— Continua depois da publicidade —

Em entrevista coletiva concedida à TV Palmeiras nesta quinta-feira (01), o lateral esquerdo Matías Viña falou sobre a lesão que sofreu na cabeça, comentou as diferenças do futebol uruguaio e brasileiro e minimizou as críticas que o elenco palmeirense sofreu nas últimas semanas. Confira os destaques da coletiva:

ENCONTRANDO SEU MELHOR FUTEBOL

Durante a entrevista, Viña foi elogiado pelo desempenho na goleada contra o Bolivar. Respondendo sobre sua adaptação ao futebol brasileiro, o lateral disse, em tradução livre:

“Estou muito feliz de estar aqui. A partida de ontem foi muito boa, trabalhamos muito para isso. Acho que foi uma boa partida para impressionar. Depois da pancada que tive, foi meu melhor desempenho.”

PANCADA NA CABEÇA ATRAPALHOU

Em seguida, Viña respondeu uma pergunta sobre a lesão que sofreu na cabeça e sua recuperação, que não foi nada fácil. O desempenho do lateral nos jogos pós-lesão foi comentado negativamente por torcedores em redes sociais.

“[A lesão] me atrapalhou muito. Jogar com o capacete era algo estranho, eu sentia que apertava muito minha cabeça, não conseguia usá-lo da melhor maneira. Mas agora estou bem.”

FUTEBOL URUGUAIO X BRASILEIRO?

Matías Viña também foi questionado sobre suas boas atuações no ano passado, quando jogava pelo Nacional-URU e foi eleito o melhor jogador do campeonato. O jogador foi direto na resposta:

“Não posso comparar o nível no Uruguai e o nível aqui no Brasil. A competência é muito diferente. Estou fazendo o melhor possível, me adaptando, principalmente depois da pancada. O futebol aqui é muito diferente do Uruguai. Me lembro das atuações lá, creio que foram 50 jogos e sete assistências. Aqui, em 20 jogos já tenho quatro. Estou tranquilo com minha adaptação aqui no Palmeiras.”

FELIZ PELOS COLEGAS

Outro destaque da entrevista coletiva foram os elogios aos colegas Rony e Wesley, que juntamente com Viña balançaram as redes pela primeira vez com a camisa do Verdão.

“Estou muito feliz por tudo. Fazer um gol no Palmeiras é muito legal. Acho que mais para o Rony, porque ele vinha buscando muito o gol. É importante para a confiança dele. E para o Wesley é especial porque ele veio da base do Palmeiras. Quando eu jogava no Uruguai, ser da base do Nacional e fazer um gol, era muito lindo. Que ele continue ajudando a equipe com gols.”

CAMPEONATO SÓ ACABA EM FEVEREIRO

Por fim, Matías Viña comentou sobre as críticas que o elenco palmeirense sofreu nas últimas semanas, em especial sobre os empates no Campeonato Brasileiro. Questionado sobre a diferença de nível de atuação do Palmeiras na Libertadores e no Brasileiro, o lateral disse:

“Os níveis das competições são diferentes. Não estou de acordo com a pergunta. Deixamos sim pontos importantes para trás, principalmente em casa, mas estamos bem, temos um jogo a menos. O campeonato termina em fevereiro, e em fevereiro nós falaremos sobre o que aconteceu.”

A coletiva na íntegra pode ser encontrada no canal oficial da TV Palmeiras no Youtube.

Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top