Futebol americano

Mock Draft 2021 2.0: Qual franquia se deu melhor nessa simulação?

Reprodução Twitter/Cleveland Browns

Faltam pouco mais de duas semanas para um dos eventos mais importantes e aguardados da temporada do melhor futebol americano do mundo. O Draft da NFL deste ano será sediado em Cleveland, tendo seu início na noite do dia 29 (quinta-feira) deste mês e terminando no dia 1 de maio (sábado) com todas as 7 rodadas concluídas.

Este é o Mock Draft 2.0 da equipe do Esporte News Mundo, onde faremos uma simulação das escolhas da primeira rodada deste Draft que tem tudo para ser histórico, com uma corrida maluca por quarterbacks.

1º – Jacksonville Jaguars: Trevor Lawrence (QB)

Confirmando o que já esperávamos, Trevor Lawrence é a primeira escolha geral do Draft. De longe o melhor prospecto dessa classe, o ‘’Sunshine’’, como é conhecido, é visto como o melhor QB vindo do Draft desde Andrew Luck em 2012.

2º – New York Jets: Zach Wilson (QB)

Após se desfazerem de Sam Darnold em uma troca com o Carolina Panthers, os Jets viram seus olhos para o Draft, e encontram em Zach Wilson um braço muito talentoso e uma maior atleticidade em relação ao seu último quarterback. Vida nova em Nova Iorque com um novo Head Coach e um novo franchise QB.

3º – San Francisco 49ers: Justin Fields (QB)

Muitos acreditam que aqui começa o Draft. Após subir 9 posições em uma trade gigante com o Miami Dolphins, ficou óbvio o desejo e a necessidade da franquia californiana em draftar um novo QB. Existem muitas especulações sobre a escolha de San Francisco, porém acredita-se que os 49ers escolham Justin Fields, que, para muitos especialistas, possa ser comparado a Deshaun Watson.

4º – New England Patriots (via Atlanta Falcons): Trey Lance (QB)

Após investir pesado na Free Agency, os Patriots de Bill Belichick ainda precisam resolver a posição de QB, e por isso é feita uma troca com os Falcons. Trey Lance é visto como um quarterback muito promissor, mas que talvez ainda não esteja pronto para assumir a titularidade de uma franquia na semana 1, e por isso seria proveitoso tanto para Lance ser reserva de Cam Newton a princípio, aprender o esquema de Belichick e depois assumir a titularidade, tanto quanto para os Pats que estariam adquirindo um franchise QB para os próximos anos.

5º – Cincinnati Bengals: Penei Sewell (OT)

O quarterback Joe Burrow foi a primeira escolha geral do último Draft e teve uma lesão grave no meio da última temporada, quando vinha tendo boas atuações. Faz-se necessário proteger o futuro de sua franquia com o melhor offensive tackle da classe, assim garantindo uma maior segurança para o QB dentro do pocket.

6º – Miami Dolphins: Kyle Pitts (TE)

Talvez o melhor prospecto não-QB do Draft, Kyle Pitts é um tight end com talento de wide receiver. Muito rápido para os linebackers e muito grande para os safeties, Pitts pode ser a peça que faltar para o ataque de Miami funcionar sob o comando de Tua Tagovailoa.

7º – Detroit Lions: Ja’Marr Chase (WR)

Embora não tenha jogado a última temporada do College, Chase é o melhor wide receiver do Draft e pode ser a principal arma de Jared Goff nos Lions. Um verdadeiro route runner com capacidade de fazer recepções contestadas. Especialistas o descreviam como wide receiver de NFL jogando no futebol americano universitário.

8º – Carolina Panthers: Jaycee Horn (CB)

Especialistas projetavam Carolina indo atrás de QB no Draft, mas após a troca por Sam Darnold isso não deve mais acontecer. Horn é um cornerback rápido, físico, versátil e difícil de se separar na linha de scrimmage. Com todos esses atributos, deve impactar rapidamente na secundária dos Panthers.

9º – Denver Broncos: Micah Parsons (LB)

Denver apresenta problemas na posição de quarterback desde a aposentadoria de Peyton Manning em 2016, e claramente Brock Osweiler e Paxton Lynch não são a resposta para esse problema. Com todos os top-QB fora do board, e o GM John Elway não morrendo de amores por Mac Jones, os Broncos vão no certo neste Draft escolhendo Micah Parsons, o melhor linebacker na classe, e ficando com Drew Lock por mais um ano.

10º – Dallas Cowboys: Patrick Surtain II (CB)

O grande problema de Dallas na última temporada foi sua defesa. Patrick Surtain II tem um alto QI de futebol americano, é um playmaker e faria dupla com seu ex-companheiro Trevon Diggs. Teria impacto gigantesco nesta defesa.

11º – New York Giants: Rashawn Slater (OL)

Após endereçar bem o ataque na Free Agency com Kenny Golladay, Kyle Rudolph e outros, os Giants agora precisam reforçar a proteção para Daniel Jones, e nada melhor que um offensive lineman que pode jogar em todas as posições na linha. É o ano de Daniel Jones. O QB precisa validar todo esse investimento feito pelo front office para garantir seu lugar no elenco na próxima temporada.

12º – Philadelphia Eagles: DeVonta Smith (WR)

Philadelphia escolhe o melhor jogador disponível e que pode servir de grande ajuda para Jalen Hurts na sequência do comando de ataque dos Eagles. Vencedor do prêmio Heisman na última temporada do College, Smith tem boas mãos e uma boa habilidade para ganhas jardas após a recepção.

13º – Los Angeles Chargers: Alijah Vera-Tucker (OT)

Os Chargers precisam proteger Justin Herbert, calouro do ano na temporada passada, e com uma deficiência na posição de left tackle, Vera-Tucker pode ser a solução.

14º – Minnesota Vikings: Christian Darrisaw (OT)

Mais um OL saindo no top-15. Os Vikings precisam reforçar a proteção em Kirk Cousins, que contou com uma OL extremamente frágil na última temporada. Com isso, Darrisaw pode ser uma escolha interessante.

15º – Atlanta Falcons (via New England Patriots): Gregory Rousseau (EDGE)

Após troca realizada com os Patriots, os Falcons descem para a pick 15 e endereçam uma de suas várias necessidades. Ao longo dos últimos anos, os Falcons têm tido os piores resultados no quesito pressão ao quarterback adversário, e com Rousseau esses índices tem uma chance de melhora.

16º – Arizona Cardinals: Caleb Farley (CB)

Após perder Patrick Peterson, a secundária se mostra fragilizada ainda mais em uma divisão com Russel Wilson, Matthew Stafford e possivelmente Justin Fields, onde as big plays serão cada vez mais recorrentes. Farley adiciona força e velocidade à secundária dos Cardinals.

17º – Las Vegas Raiders: Jackson Carman (G)

Após perder nomes importantes na Free Agency como Trent Brown e Rodney Hudson, os Raiders adicionam Jackson Carman ao elenco, um offensive lineman versátil que joga tanto como guard e como tackle.

18º – Miami Dolphins: Jaylen Waddle (WR)

Possivelmente o maior “reach’’ deste Mock Draft. Miami vê um dos melhores recebedores da classe caindo e não perde a oportunidade. Wide receiver muito veloz podendo ser uma ameaça tanto em passes no fundo do campo como em retornos de punt/kickoff. Vai se desenhando um ataque extremamente ameaçador com as aquisições de Pitts e Waddle.

19º – Washington Football Team: Azeez Ojulari (LB)

Com uma das melhores linhas defensivas da liga, WFT melhora o segundo nível da defesa com um jogador atlético, instintivo, ágil e com bom trabalho de mãos.

20º – Chicago Bears: Mac Jones (QB)

Bears selecionam o último quarterback da 1ª rodada. Jones teve uma grande temporada em seu último ano no College o que o credencia para ser escolhido no primeiro dia. Embora exista muita desconfiança em cima dele, como o braço, forma física e habilidade de liderar um ataque, especialistas não confiam em Andy Dalton começando todos os jogos na próxima temporada sem pelo menos uma “sombra”.

21º – Indianapolis Colts: Kwity Paye (DL)

Sem muitos buracos para serem preenchidos, os Colts reforçam a DL após perderem Justin Houston e Denico Autry nesta offseason.

22º – Tennessee Titans: Tyson Campbell (CB)

Adoree Jackson, um dos melhores cornerbacks da liga, foi embora nesta Free Agency. Com isso, os Titans adicionam um CB muito físico, condizente com as características de sua defesa.

23º – New York Jets: Alex Leatherwood (OL)

Com o quarterback do futuro já adquirido agora a necessidade é protege-lo. Alex Leatherwood pode jogar tanto como guard quanto como tackle, ou seja, é versátil e muito eficiente no jogo corrido.

24º – Pittsburgh Steelers: Jayson Oweh (EDGE)

Os Steelers perderam Bud Dupree, seu referencial na defesa, com isso selecionam Oweh, um EDGE com uma velocidade assustadora para alguém do seu tamanho. Possui também um bom trabalho de mãos.

25º – Jacksonville Jaguars: Christian Barmore (DE)

Este é outro time que já selecionou seu quarterback do futuro e agora precisa preencher outras necessidades. Barmore é atlético, rápido e pode ajudar na pressão ao QB adversário.

26º – Cleveland Browns: Jeremiah Owusu-Koramoah (LB)

O corpo de linebackers de Cleveland foi o ponto mais fraco dos Browns no último ano. Com essa adição, o time reforça o segundo nível da defesa para continuar brigando por mais vitórias em playoffs.

27º – Baltimore Ravens: Jaelen Phillips (EDGE)

Os Ravens escolhem um pass-rusher aqui após perderam Yannick Ngakoue e Matthew Judon esta offseason. Phillips fez um bom trabalho substituindo Gregory Rousseau em Miami no último ano.

28º – New Orleans Saints: Trevon Moehrig (S)

Mesmo após perder seu QB hall da fama, Drew Brees, os Saints não vão atrás de quarterback (pelo menos não agora). Moehrig melhora a secundária de New Orleans, e é um jogador híbrido, podendo jogar como safety e linebacker.

29º – Green Bay Packers: Greg Newsome (CB)

Greg Newsome é escolhido como resposta à atuação patética de Kevin King na última final da NFC contra Tampa. Newsome será um “reach” se não tiver mais problemas de lesão.

30º – Buffalo Bills: Kadarious Toney (WR)

Buffalo é outro time que só precisa de reforços pontuais pois já tem um elenco capaz de brigar pelo Super Bowl. Toney é um wide receiver extremamente rápido quase impossível de ser alcançado quando atinge sua velocidade máxima. Chega para melhorar o corpo de recebedores que já conta com a estrela Stefon Diggs.

31º – Kansas City Chiefs: Jaylen Mayfield (OT)

Vimos no Super Bowl o que acontece com Patrick Mahomes quando ele não é protegido. Mayfield é um tackle atlético que já mostrou sua capacidade contra Chase Young em 2019, no College, e chega para suprir as saídas de Eric Fisher e Mitchell Schwartz.

32º – Tampa Bay Buccaneers: Carlos Basham Jr. (EDGE)

O time conseguiu manter todos os titulares do último Super Bowl, agora basta melhorar o elenco. Basham Jr. é um EDGE que consegue vários tackles para perda de jardas, podendo assim ser um reserva bem interessante para a equipe da Flórida.

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top