Guarani

Por contenção de gastos, Guarani decide pelo desligamento de Bozó

Bozó não faz mais parte do quadro de funcionários do Guarani | Crédito: David Oliveira / Guarani FC

O Conselho de Administração decidiu, na semana passada, pelo desligamento Bozó do quadro de funcionários do Guarani.

Com justificativa de contenção de gastos, Bugre optou pela saída do ex-atacante, titular absoluto no elenco campeão brasileiro em 1978 – nesta quinta-feira, aliás, o clube celebra 42 anos da principal conquista da história centenária.

Embora não faça mais parte dos planos do Alviverde para ser professor do Projeto Bugrinho, Bozó não está ainda definitivamente fora.

O profissional, um dos convidados da live promovida pela diretoria em abril, aguarda o pagamento a ser depositado pela diretoria, em virtude de serviços já prestados, para dar ‘adeus’ de uma vez por todas.

“A minha saída não foi hoje (quinta-feira). Foi na semana passada. Eles falaram que o desligamento era por contenção de despesas, mas não saí ainda. Estou esperando ele me pagarem para sair”, resumiu Bozó, em contato telefônico com a reportagem do Esporte News Mundo.

HISTÓRIA

O auge do ex-jogador foi justamente na principal temporada do Guarani, logo quando desembarcou no Brinco de Ouro da Princesa.

O primeiro tento foi na goleada por 7 a 0 em cima do Itabuna, em 30 de abril, válido pelo Campeonato Brasileiro.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top