Mais Esportes

Skate estreia nos Jogos Escolares Brasileiros em 2021

REDBULL /DIVULGAÇÃO

O ano de 2021 será cheio de novidades para os esqueitistas. A modalidade vai estrear nos Jogos Escolares Brasileiros (JEB’s), primeiro como exibição e, no próximo ano vão ocorrer as disputas. Sandro Dias, o Mineirinho, será o embaixador da modalidade. O evento será realizado no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro (RJ), entre os dias 29 de outubro e 5 de novembro.

Além disso, a partir de março, projeto Skate Escola vai levar aulas de skate para 3.840 crianças e adolescentes de seis a 17 anos. Idealizado pela CBSk, o projeto foi aprovado e viabilizado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. Em um primeiro momento, terá núcleos no Distrito Federal, Paraná, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

CBSk celebra 22º aniversário com entrada do Atleta de Skate no rol de profissões do Brasil

No próximo dia 6 de março, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) celebra 22 anos da histórica entrada da categoria Atleta de Skate na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). A vitória é fruto de pedido realizado pela CBSk em outubro de 2020 para o Ministério do Trabalho e Emprego.

Desde 25 de fevereiro, tornou-se possível o registro em carteira profissional (CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social) como Atleta de Skate, permitindo o recolhimento de contribuição junto ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e aposentadoria como skatista.

“Esse aniversário será com certeza emblemático na história da CBSk. Além de uma conquista para as gerações do presente e do futuro, a entrada dos skatistas no rol de profissões do Brasil é um passo importante para continuarmos quebrando os paradigmas que a sociedade ainda possa ter sobre o skate. Ainda temos o orgulho de celebrar a entrada da modalidade nos Jogos Escolares Brasileiros e a viabilização do projeto Skate Escola, que vai beneficiar quase 4 mil crianças e adolescentes”, destaca Eduardo Musa, presidente da CBSk.

A conquista dessa nomenclatura e código para os profissionais do skate teve início durante o mês de outubro de 2020, através de requerimentos e esclarecimentos enviados pelo diretor Jurídico da CBSk, Alexandre Costa, ao Ministério do Trabalho.

“Após a análise das justificativas e dos documentos, o Ministério aprovou o pedido e garantiu mais esse importante e inédita conquista e reconhecimento para o skate brasileiro, que agora vê a possibilidade de ter seus atletas recolhendo as prestações previdenciárias como skatistas e ainda se aposentando com essa profissão anotada em seus holerites”, comemora Alexandre Costa.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top