Futebol Internacional

Superliga Europeia está oficialmente suspensa após saída dos ingleses

Divulgação

A Superliga divulgou uma nota oficial na noite desta terça-feira (20) afirmando que a competição está suspensa após saída dos clubes ingleses.

Liverpool, Tottenham, Manchester United, Manchester City, Arsenal e Chelsea deixaram oficialmente a Superliga Europeia durante esta terça-feira diante de fortíssima pressão dos jogadores das próprias equipes e principalmente dos torcedores desde o anúncio da competição no domingo (18).

O ponto mais forte das manifestações dos clubes ingleses ocorreu antes do jogo entre Chelsea 0-0 Brighton pela Premier League, quando mais de dois mil torcedores foram para a entrada do Stamford Bridge protestar contra a direção do clube.

A imprensa italiana divulgou na noite desta terça-feira (20) que Milan e Inter de Milão também estão se movimentando para deixarem o projeto e farão anúncio oficial muito em breve.

Neste momento, apenas Juventus, Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid seguem participantes ativos do projeto.

Confira a nota oficial na íntegra abaixo:

“A Superliga Europeia está convencida de que o status quo do futebol europeu precisa ser modificado.

Estamos todos propondo uma nova competição na Europa porque acreditamos que o sistema existente não funciona. Nossa proposta é baseada em deixar o esporte envolver com a geração de recursos buscando estabilidade para toda a pirâmide do futebol, incluindo ajudar aqueles que estão com dificuldades financeiras, experimentada por toda a comunidade do futebol por causa da pandemia. Também temos a proposta de demonstrar solidariedade com todos os envolvidos do futebol através de pagamentos.

Mesmo com a saída dos clubes ingleses, por decisões forçadas devido à pressão sofrida pelos mesmos, estamos convencidos de que nossa proposta está totalmente alinhada com as leis europeias e as regulamentações como foi demonstrada hoje por uma decisão da corte para proteger a Super Liga de ações terceiras.

Diante das atuações circunstâncias, todos nós devemos reconsiderar os meios mais apropriados para reformar o projeto, sempre tendo em mente que nossas metas de oferecer aos torcedores a melhor experiência possível enquanto demonstramos solidariedade com pagamentos para toda a comunidade do futebol.”

iga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top