Lutas

Córner de americana chama brasileiros de ‘sujos’ e ‘trapaceiros’ em luta no UFC

Divulgação/Instagram Oficial UFC

Que a rivalidade entre brasileiros e estrangeiros no UFC e no MMA em geral tem vários episódios de uma relação nada amigável, a história conta diversos casos. Mas em alguns a animosidade passa dos limites, como aconteceu na luta entre Viviane Araújo e Andrea Lee no último sábado.

                 

No intervalo entre o primeiro e o segundo rounds desta luta, um dos membros do córner da americana, o também lutador do Ultimate Tony Kelley, passou instruções talvez nada ‘educadas’ para Lee, afirmando que os brasileiros eram ‘sujos’ e ‘iriam trapacear’.

– Isso é o que eles vão fazer. Eles são brasileiros sujos, eles vão trapacear assim – disse Kelley no áudio captado pela transmissão do UFC Vegas 54.

LEIA TAMBÉM

+ UFC Vegas 54: Rakic se lesiona e Jan Blachowicz vence luta principal

Sua pupila talvez não tenha seguido os ‘conselhos’ do colega de time, já que foi derrotado por Vivi, que exibiu um grande jogo de chão na luta e dominou na maioria dos momentos o duelo realizado no final de semana.

Lutadores apoiam Vivi e detonam Kelley por declarações contra brasileiros

As frases ofensivas de Tony Kelley não passaram despercebidas pelas redes sociais. Como este tem luta marcada contra Adrian Yanez em junho, muitos começaram a enviar mensagens de apoio ao lutador mexicano para que ele ‘vingue’ o Brasil.

Um deles foi Gilbert Durinho. O meio-médio mandou um recado no Twitter para Yanez, afirmando que pagaria um ‘bônus’ se este vencesse Kelley na luta entre ambos, e esta devidamente respondida.

– Meu cara Adrian Yanez, se ele nocautear a próxima luta, eu mesmo vou mandar um bônus para ele – brincou Durinho.

– Essa vai ser por conta da casa – respondeu o lutador mexicano.

Cris Cyborg também foi outra a se pronunciar sobre o caso, criticando Kelley e parabenizando Vivi Araújo para ‘calar a boca do gringo’ da luta. Outro a falar foi Raulian Paiva que não poupou xingamentos ao colega de UFC.

To

Tony Kelley rebate críticas e culpa ‘cultura do cancelamento’

O autor das ofensas contra os brasileiros usou o Twitter para justificar as declarações polêmicas na luta entre Andrea Lee e Viviane Araújo. Kelley culpou a ‘cultura do cancelamento’ pela repercussão de tais frases e afirmou que apenas se referia a um dedada no olho que teria sido dada pela brasileira no primeiro round.

– A cultura do cancelamento é para valer. O que eu disse foi de verdade e no calor da batalha e não tive nenhuma conotação racista. Mas, se é assim que vocês entenderam, não estou nem aí. Tem muita gente que veio rápido para me chamar de racista e isso é tão besta. Eu me referia a um dedo no olho – justificou Kelley.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo