Atlético-MG

‘Uma série de erros bizarros’, diz vice-presidente do Atlético-MG sobre arbitragem contra o Santos

— Continua depois da publicidade —

Nessa quinta-feira, 10, um dia após a partida do Atlético contra o Santos, na Vila Belmiro, dirigentes do Galo se mostraram insatisfeitos com o trabalho do árbitro do jogo. O vice-presidente, Lásaro Cândido, foi às suas redes sociais criticar a atuação da arbitragem contra o clube mineiro.

– Ele cometeu uma série de erros bizarros, cartões amarelos que ele não aplicou isonomia, no lance da expulsão, que é um lance complicado, mas ele foi lá ver o VAR, viu claramente. Estava de frente para o lance e deu um pênalti, usando VAR como segunda instância, ou seja, descumprindo protocolos completamente. – disse Lásaro Cândido.

O vice-presidente alvinegro ainda afirmou que o Atlético fará uma reclamação, mas que, segundo ele, talvez não será resolvida, já que Wagner do Nascimento Magalhães é árbitro Fifa.

– O Atlético fará uma reclamação, protesto, já está até pronto, está sendo encaminhado. Lamento que a CBF tenha nos seus quadros o José Roberto Wright. Ele é consultor de arbitragem. Não sei se está lá ainda. Na época presencial, a gente via ele lá, estava lá todo dia. Estou no Atlético há 12 anos e tenho que assistir isso aí. Os clubes precisam pensar uma liga urgentemente. – ressaltou Lásaro Cândido.

Velhos conhecidos?

Ainda no vídeo, o vice-presidente do Atlético relembrou outra passagem que envolveu o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães. A situação ocorreu no ano passado, na final do Campeonato Mineiro, contra o Cruzeiro, na qual o Galo perdeu de 2×1.

– É o mesmo árbitro que apitou o primeiro jogo da final de 2019, em que ele não deu um pênalti no final do primeiro tempo. Foi chamado pelo VAR, na época ouvimos os áudios, e não quis ir. – relembrou Lásaro.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo