Futebol Internacional

Volta de Jesus é adiada; treinador não trabalhará no Brasil em 2022

Jorge Jesus teria afirmado que "não volto ao Brasil" após passagem turbulenta durante o carnaval carioca
Photo by GENYA SAVILOV/AFP via Getty Images

Ao desembarcar no aeroporto internacional de Lisboa, na segunda-feira, Jorge Jesus afirmou “não volto ao Brasil” ao ser indagado se teria recebido alguma proposta brasileira para voltar a trabalhar em terras tupiniquins.

O treinador português virou manchete nos jornais portugueses após a embaraçosa situação que viveu ao ter uma conversa informal revelada por Renato Mauricio Prado, jornalista do UOL, na semana passada.

O acontecimento despertou a ira de dirigentes rubro-negros e do empresário de Paulo Sousa, atual treinador do Flamengo, após as declarações que, supostamente, Jesus teria dado até o dia 20 para o comando do clube decidir se continuaria ou não com Sousa.

“Sem surpresa assistimos a mais um momento deplorável, de alguém que só estando perturbado e desesperado pode revelar tamanha falta de ética” esbravejou Hugo Cajuda, representante do atual treinador do Flamengo.

O comandante rubro-negro teria recebido apoio de inúmeros profissionais portugueses, incluindo o palmeirense Abel Ferreira e o multicampeão treinador da Roma, José Mourinho.

Coube a Jesus se defender afirmando que a ‘entrevista’ na verdade era um encontro informal que teve com Renato Mauricio Prado, conhecido desafeto de Sousa, de quem o Mister é amigo. Jesus, porém, não respondeu se sabia ou não que o teor da conversa seria publicada.

Mesmo com a pressão crescente e os resultados aquém do que se espera do Flamengo, Paulo segue blindado pela diretora, “confio no trabalho que o Paulo Sousa está realizando” disse Rodolfo Landim, presidente do clube.

Landim, ainda afirmou que não tem contato com Jorge Jesus desde o final de 2020 quando trocou “mensagens de natal e ano novo” com o treinador, e expôs uma mágoa que tem com o português pela maneira que saiu do Flamengo rumo ao Benfica, semanas após renovar o contrato, “Fiquei chateado com a maneira que saiu. Ele tinha-se comprometido, não só comigo, mas com todo o time e comissão técnica, para ficar pelo menos até ao final da temporada. No entanto, renovou, saiu de repente e atrapalhou todo o trabalho de preparação”.

“Talvez” para a Turquia

Jorge Jesus segue negociando com o Fernerbahçe após semana turbulenta no Rio de Janeiro

Antes de embarcar para assistir o carnaval no Rio de Janeiro, Jorge Jesus tinha uma generosa proposta do Fernerbahçe, que girava em torno de 10 milhões de euros (R$ 54 mi), a espera no entanto, tem cansado os turcos.

Segundo o ‘A Bola’ de portugal, Gian Piero Gasperini, atual comandante do Atalanta da Itália teria sido procurado para assumir o clube turco, a informação foi confirmada pelo seu empresário, Claudio Druetta. Entretanto, o italiano de 64 anos não teria se animado em ir para a Turquia, já que lhe resta dois anos de contrato com o clube de Bérgamo.

Joaquim Löw, ex-treinador da Alemanha também está no alvo, mas é tratado como ‘plano B’.

Jesus não negou a nova investida turca, ao ser perguntado respondeu que “talvez” poderá ir para Turquia. Segundo o ‘A Spor’, Ali Koç, presidente do Fernerbahçe, desembarcará em Lisboa na terça-feira (10) para tentar trazer o português para Istambul.

“Um desafio irrecusável”

Desejado pelos turcos, Jesus também está na listinha da CBF, para substituir Tite, atual treinador da seleção brasileira. Segundo apurou o Esporte News Mundo, internamente, há um consenso entre dirigentes da CBF de que o sucessor de Adenor Bacchi deverá ser um treinador que tenha um histórico recente de conquistas.

Durante o programa ‘Bem amigos!’ do SporTV, o treinador português se manifestou sobre a possibilidade de treinar a amarelinha, “Seria um desafio irrecusável, para qualquer treinador. Muito mais para mim, não tenham dúvida”, respondeu.

Mesmo que de maneira não oficial, Jorge Jesus é o estrangeiro mais bem visto, principalmente pela passagem marcante no Flamengo em 2019. O Mister já confessou a pessoas próximas que seu maior sonho é treinar a seleção brasileira em uma copa do mundo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top