Palmeiras

Abel após perder final: “temos que melhorar.”

Abel (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Palmeiras perde título para São Paulo, e Abel dispara “precisamos melhorar, não podemos falhar.”

Abel Ferreira (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Após empate em 0 a 0 e derrota nos pênaltis contra a equipe do São Paulo, na final da Supercopa Rei, Abel Ferreira cobrou eficiência do time e disparou que em momentos como esses não se pode falhar, tudo fica mais difícil.

                 

Na coletiva pós-jogo, o treinador disparou “Tivemos uma chance com López com o pé esquerdo… No mínimo, tem que meter pro gol, não podemos falhar. O ponto mais determinante do futebol é a eficácia, quando não é eficaz, quando cria e não faz, fica sempre mais difícil. Temos que melhorar.”

O treinador sabe da qualidade do rival, e admite que ainda tem muitos pontos a serem melhorados, apesar de ser início de temporada, chances como essas não se podem deixar passar, e ser certeiro quando o campo pede, é crucial.

O Alviverde hoje não teve tantas chances, o time do Morumbis conseguiu neutralizar bem as chegadas do ataque palmeirense, e justamente essas poucas chances obtidas, tiraram o treinador do sério, pois sabemos que futebol é decidido no detalhe.

+ Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

Para finalizar, Abel voltou a pontuar a falta de gols e elogiou o time do São Paulo, como já fez outras vezes: “Infelizmente hoje não tivemos a capacidade coletiva de fazer gols, nem nos pênaltis. O adversário foi melhor, parabéns para eles.”

Agora a equipe do Palmeiras vira a chavinha e retorna a cidade de São Paulo para começar a preparação para enfrentar o Ituano, na Quinta-Feira (08), as 21h (de Brasília), pelo Campeonato Paulista.

No Paulistão, o time da Barra Funda é líder isolado com 10 pontos, com chances de abrir ainda mais vantagem para o segundo lugar, o Água Santa, que atualmente está com sete pontos, podendo encostar na primeira posição, em caso de tropeço do Verdão.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo