Mais Esportes

ATP Finals: Djokovic tem performance dominante contra Schwartzman

Reprodução/ATP Tour @atptour

Número um do mundo, o sérvio Novak Djokovic não teve maiores dificuldades para superar o argentino Diego Schwartzman em partida válida pela primeira rodada do grupo Tokyo 1970 do ATP Finals. Buscando seu sexto título de ATP Finals, Djokovic precisou de 1 hora e 18 minutos para aplicar o placar de 2-0 (6/3 e 6/2) em Schwartzman, que fez debutou nesta competição.

O jogo

Vindo de eliminação para Lorenzo Sonego em Viena, Djokovic não teve o início dos sonhos contra o número 8 da ATP, sendo quebrado logo no terceiro game, após um voleio defensivo sair. Contudo, o sérvio se recuperou logo no game seguinte, quando Schwartzman cedeu um erro não-forçado de forehand após um longo rally. No 4/3, Djokovic disparou um winner cruzado de forehand para quebrar o argentino novamente e assumir a liderança na parcial, consolidando-a no game seguinte.

Contra as cordas, Schwartzman buscava rápidas soluções para minar a dominância de Djokovic nos pontos. Todavia, foi quebrado no primeiro game do segundo set após Djokovic executar um lobby e finalizar o ponto com o smash. Então, desse ponto em diante, o número um da ATP não deu chances a Schwartzman de entrar no jogo, selando a vitória com um voleio vencedor.

O ótimo desempenho nas devoluções foi o crucial para Djokovic administrar o duelo, forçando um aproveitamento de 32% dos pontos vencidos no segundo-saque por Schwartzman. Ademais, o número um venceu 78% dos pontos no primeiro-saque, além de disparar 7 aces e somar 25 pontos na devolução.

Pós jogo

Djokovic estendeu o retrospecto direto contra Schwartzman para 6 triunfos em 6 partidas, bem como atingiu 40 vitórias em 2020, empatando com Rublev neste quesito. O número um, que terminará a temporada no topo do ranking pela sexta vez, igualando Pete Sampras, encarará Daniil Medvedev em seu próximo compromisso. Por outro lado, Schwartman fará um jogo decisivo contra Alexander Zverev em ordem de manter as chances de classificação vivas.

Leia mais

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top