Futebol americano

Cairo Santos decide e Bears batem Lions no Dia de Ação de Graças

Chicago Bears

Em um dos mais tradicionais jogos do Dia de Ação de Graças, o Chicago Bears derrotou o Detroit Lions por 16 a 14, mantendo o adversário sem vitórias na temporada. Essa foi o terceiro triúnfo do time de Chicago sobre o rival, na data comemorativa, nos últimos quatro anos. A sequência é quebrada pelos Texans, que derrotaram os Lions na última temporada.

A partida, que foi deicidida por um chute do brasileiro Cairo Santos, no último lance, começou com as duas equipes mostrando o espírito do Dia de Ação de Graças: é melhor dar, do que receber.

Após a disputa do cara ou coroa, nenhum dos times queria começar o jogo atacando. Os Lions venceram na moeda e escolheram iniciar defendendo. Sem perceber a escolha do adversário, os Bears também disseram que queriam dar o chute inicial, mas foram informados pela arbitragem que a escolha já havia sido feita.

No seu primeiro ataque, os Bears foram para o punt após apenas cinco jogadas. Os Lions então receberam a bola e Swift começou a ser exigido, recebendo os três primeiros passes do time e cometendo um fumble, em que contou com a sorte, pois o adversário pisou fora do campo. Em uma 3ª para dez, Jared Goff encontrou sua grande jogada e acertou um passe de 40 jardas para Josh Reynolds, que marcou o primeiro touchdown do jogo.

Jogando em casa, o Detroit começou a dar esperanças ao seu torcedor de conseguir a primeira vitória. A defesa funcionou, forçou o punt, terminou o quarto inicial vencendo e depois segurou o adversário na linha de dez jardas, chamando Cairo Santos para converter um field goal curto. No entanto, o cenário mudou totalmente pouco tempo depois.

Os Lions foram para um drive longo, de cerca de oito minutos e já estavam no campo de ataque, quando uma sequência de três faltas levou o time para uma quase impraticável 1ª para 30 jardas. Para simbolizar esse momento do jogo, DeAndre Swift lesionou o ombro em um desses snaps e foi para o vestiário, ficando fora da partida por uma lesão no ombro. A jogada, que chegou a estar na linha de 36 jardas do campo de ataque, terminou com um punt no limite do campo defensivo.

+ Para acompanhar tudo sobre Futebol Americano, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

O drive seguinte foi curto e eficaz para os Bears. Andy Dalton acertou um passe para Darnel Mooney, que conquistou 52 jardas e em seguida, em outro passe chave, Jimmy Graham recebeu para 17 jardas e colocou o time de Illinois na frente. A tragédia para os Lions não parou aí, Jared Goff foi sacado e cometeu um fumble, recuperado pelos Bears após revisão da arbitragem, mas a defesa salvou a pontuação com uma interceptação quando o adversário já estava na red zone.

A jogada poderia ter mudado o moral dos Lions, mas o time não conseguiu conquistar o first down quando teve a posse e permitiu que Cairo Santos anotasse mais um field goal, levando o jogo em 13 a 7 ao final da primeira metade.

Após o show do intervalo, comandado pelo rapper Big Sean, os times voltaram para um 3º quarto morno, que começou com Cairo Santos errando um field goal de 53 jardas. O chute até teve direção, mas não teve força para chegar até as traves. As duas equipes sequer conseguiram uma única primeira descida nas jogadas seguintes, até os Lions renascerem e virarem o jogo, em uma bela recepção de T.J. Hockenson, quase no minuto final do período.

A esperança renasceu para o time da casa, que contou com Jamaal Williams substituindo Swift e conquistando boas jogadas, mas o desfecho não foi diferente de nove das outras dez partidas da franquia na temporada. O último drive dos Bears foi perfeito, o time controlou o relógio: foram mais de 8 minutos com a bola, para deixar Cairo Santos pronto para decidir o confronto, em um field goal de 28 jardas, convertido no estouro do cronômetro.

Com a vitória, o Chicago Bears agora está 4-7 na temporada e mantém o rival de divisão sem vencer. Os Lions agora estão 0-10-1. Na próxima semana, os Bears recebem o Arizona Cardinals, no domingo, 5, às 15h, enquanto os Lions também jogam em casa, mas contra o Minnesota Vikings, no mesmo dia e horário.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top