Futebol Internacional

Conte fala sobre como tem sido conviver com casos diários de Covid-19

FOTO: DIVULGAÇÃO / TOTTENHAM

A Premier League, elite do futebol inglês, vem convivendo com um grande surto de Covid-19 que atinge todos os clubes e já obrigou os dirigentes da liga a adiar algumas partidas. Além dos desafios dentro de campo, os treinadores estão sendo obrigados a organizar as equipes diante de casos diários da doença, perdendo assim importantes jogadores. O técnico Antonio Conte, do Tottenham, falou sobre como tem sido conviver com a presença da doença e como isso atrapalha na organização para os jogos.

— Nós estamos vivendo essa situação. Não apenas o Tottenham, mas todos os clubes. Nós precisamos estar prontos para encontrar a solução certa. A melhor solução para o time. Todos os treinadores estão tendo que mudar seus planos. Especialmente quando se joga muitos jogos em um tempo curto. Na sua cabeça você tem um plano e quando chega para treinar, o jogador apresentou um teste positivo. Então você precisa mudar totalmente este plano. Não é fácil. Não apenas para mim, mas para todos os treinadores — disse Antonio Conte.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Devido aos casos da doença, o Tottenham teve três jogos adiados na Premier League. Pelo alto número de atletas que foram obrigados a cumprir quarentena, a equipe londrina não conseguiu enfrentar Burnley, Brighton e Leicester. Além disso, os ingleses também não puderam encarar o Rennes, da França, pela Conference League.

O adiamento do jogo na competição continental acabou resultando na eliminação precoce do Tottenham. A Uefa optou por uma punição com o W.O, o que acabou sendo determinante para o clube ser eliminado, já que, para garantir a classificação, o Tottenham precisaria vencer o Rennes.

Mesmo que a situação da doença esteja melhor controlada dentro do clube, o temor de novos casos é diário. Antonio Conte não tem conseguido fazer um planejamento a longo prazo, já que não tem a certeza se poderá contar com seus atletas num futuro próximo. Alguns treinadores da Premier League, entre eles Pep Guardiola, que testou positivo para a doença, já ameaçaram uma greve.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top