Outro lado

Edmundo comenta caso Dani Alves: ‘jogou a vida fora por uma atitude inconsequente’

Edmundo comenta caso Daniel Alves. (Foto: Reprodução / Canal Mundo Ed Youtube)

Comentarista e ex-atacante esteve na Marquês de Sapucaí e deu sua opinião sobre o julgamento na Espanha

Foto: Reprodução / Canal Mundo Ed Youtube

Em sua passagem pelo primeiro dia de desfiles das escolas de Samba do Rio de Janeiro, na Marquês de Sapucaí, o ex-atacante Edmundo comentou o caso envolvendo o ex-jogador Daniel Alves, que está preso e sendo julgado por violência sexual e estupro em uma casa noturna na Espanha.

                 

O agora comentarista esportivo, com passagens vitoriosas por Palmeiras e Vasco e outros clubes do futebol brasileiro, procurou ser neutro nas declarações, mas lamentou a situação.

— Tenho acompanhado todo o caso e não tenho uma opinião formada. Só as duas pessoas que estão envolvidas na situação podem dizer o que realmente aconteceu — afirmou.

— É uma pena, ele era um baita profissional. Ele jogou a vida fora por ponta de uma atitude inconsequente — concluiu.

+ Daniel Alves: Jogador marca presença no tribunal para julgamento

Preso por homicídio culposo

Edmundo se envolveu em um acidente de trânsito em 1995, na Lagoa Rodrigo de Freitas (zona sul do Rio), quando jogava no Flamengo. Na ocasião, o atropelamento matou três pessoas e feriu outras três.

Em 1999, o ex-atleta chegou a ser condenado e preso, mas recorreu e respondeu em liberdade. Em 2021, o STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria para declarar a prescrição dos crimes que levaram à condenação.

+ Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube

Em entrevista ao podcast Inteligência Limitada, Edmundo apontou esse momento como o mais difícil de sua vida.

— Eu fui linchado publicamente pela TV Globo. Agora recente foi absolvido pelo STF, 26 anos depois. Eu sobrevivi, três pessoas faleceram, mas me levaram junto, não por culpa delas.

O ex-jogador, que atuou na final da Copa do Mundo de 1998, na França, contou sua versão do acidente.

— Eu tenho culpa, sim, concorrente, de estar naquele lugar, naquela hora. Não tinha bebido, não estava em alta velocidade. Isso tudo foi provado na época — justificou.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo