Basquete

Em noite de homenagens, Kobe Bryant entra no Hall da Fama da NBA

NBA Kobe Bryant
Foto: NBA Basketball Herren via Imago Images

Na noite de sábado (15), ocorreu a cerimônia do Hall da Fama do Basquete de 2020. Dentre os nove homenageados pela NBA, Kobe Bryant é o nome mais especial. Multicampeão e ídolo do Los Angeles Lakers, faleceu em Janeiro de 2020 e deixou um buraco no coração de qualquer fã do esporte que jamais será tapado. Além dele, lendas do basquete estadunidense como Tim Duncan, Kevin Garnett, também receberam esse prestígio, assim como a jogadora da WNBA Tamika Catchings e as treinadoras Kim Mulkey e Barba Stevens.

Cinco vezes campeão da NBA, 18 vezes All-Star, duas vezes MVP das finais e duas vezes medalha de ouro pela seleção americana, todas essas conquistas lembram a magnitude do “Black Mamba”. Apesar de já estar com o nome gravado na história do basquete, o ídolo dos Lakers foi colocado no Hall da Fama da NBA, onde se homenageia os maiores, e Kobe certamente é um deles. O camisa 8 recebeu essa homenagem após sua morte pois pela regra, um jogador só pode entrar no hall cinco anos depois de se aposentar, ele se despediu das quadras em 2016 e faleceu em 2020.

Foto: Divulgação/NBA

Ao lado de Michael Jordan bastante emocionado, Vanessa Bryant, esposa de Kobe, fez um discurso muito emotivo onde agradeceu a ele: “Querido Kobe, muito obrigada por ser o melhor pai que você poderia ser. Obrigada por colocar sua família em primeiro lugar. Por inspirar nós a sermos melhores. Por aprender com seus erros””, afirmou. Ela citou que ao pergunta-lo do porque não ficava um jogo de fora, mesmo quando estava machucado, ele respondia: “E os torcedores que economizaram dinheiro pra me ver jogar uma vez só?”, mostrando toda sua atenção com os fãs e sua mentalidade que o diferenciou e o fez inspiração fora até mesmo do basquete. No fim, Vanessa se declarou diretamente para Kobe: “Você sempre disse que se fosse para apostar em alguém, que seja em você mesmo. Você conseguiu. Você está no Hall da Fama. Você é um dos maiores de todos os tempos. Eu te amo pra sempre, Kobe Bean Bryant”.

Outro grande momento da noite foi quando Tim Duncan fez seu discurso. Cinco vezes campeão por San Antonio, duas vezes MVP das finais e um dos três jogadores com mais de 1000 vitórias por um único time, fazem dele uma lenda incontestável, e que não perdeu a oportunidade de citar dois grandes companheiros: Manu Ginobili e Tony Parker: “Mal posso esperar para ver vocês aqui em cima. Obrigado por todos os momentos, e por ter compartilhado a quadra com vocês”. Duncan ainda aproveitou a oportunidade para agradecer outra lenda dos Spurs, o técnico Gregg Popovich: “Obrigado por me ensinar sobre basquete, mas, além disso, de me ensinar que nem tudo se trata apenas dele. É sobre o que está acontecendo no mundo, sobre sua família”, falando de toda a importância sobre ter trabalhado com ele e todos os ensinamentos.

Tim Duncan cita em seu discurso Kobe Bryant e Kevin Garnett, outros dois homenageados da noite.

Além de Kobe e Duncan, outras sete pessoas foram eternizadas no Hall da Fama, o ídolo celta Kevin Garnett (uma vez campeão da NBA), Eddie Sutton (quatro vezes eleito o técnico do ano no College), Rudy Tomjanovich (passou 34 anos em Houston entre jogador, assistente e técnico), Tamika Catchings (quatro vezes campeão olímpica uma da liga), Kim Mulkey (três vezes campeã no College), Barba Stevens (campeã nacional em 2014) e Patrick Baumann (dirigente da FIBA por mais de 24 anos).

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top