Esportes olímpicos

Ítalo Ferreira e Silvana Lima visitam a Vila Olímpica pela primeira vez

Ítalo Ferreira e Silvana Lima visitam a Vila Olímpica pela primeira vez
COB/Divulgação

O Surfe estreia como modalidade Olímpica, nos Jogos de Tóquio, no próximo dia 25 de julho. Nesta segunda, dia 19, os surfistas brasileiros Silva Lima e Ítalo Ferreira sentiram a emoção de fazer parte pela primeira vez dos Jogos Olímpicos e conheceram as instalações da Vila Olímpica.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Apesar do surfe ter como sede as ondas de Tsurigasaki,, em Chiba, a cerca de 60 quilômetros de Tóquio, os surfistas brasileiros aproveitaram a oportunidade de conhecer a casa dos esportistas em Tóquio. Além de conheceram atletas de outras modalidades do Time Brasil.

Durante o passeio, os surfistas conheceram a base do Brasil em Ota e assistiram a um treino físico da seleção feminina de handebol. Depois, na Vila, encontraram-se com atletas da ginástica artística, do skate e do vôlei de praia. Também conheceram o chefe de missão, Marco La Porta, e almoçaram no refeitório dos atletas.

– É minha primeira vez em uma Vila Olímpica. A do Rio só vi pela janela, passando de carro. É uma sensação incrível encontrar atletas de quem somos fãs, e estaremos juntos defendendo a mesma bandeira. Hoje encontrei a Flavinha Saraiva e o Arthur Zanetti, que é sinistro. Só de ver um pouco disso tudo já é incrível-, contou Ítalo Ferreira.

+Dias e horários dos jogos e competições das Olimpíadas de Tóquio

Em Tóquio, o surfe terá quatro dias seguidos de disputas. Em caso de falta de ondas nesse período. A programação oficial prevê mais quatro dias, de 29 a 1º de agosto. A modalidade, contará com 40 atletas, sendo 20 no masculino e 20 no feminino, com no máximo dois representantes por país em cada gênero. Além de Ítalo Ferreira e Silvana Lima, o Brasil será representado em Tóquio por Gabriel Medina e Tatiana Weston-Webb.

– É a primeira vez do surfe nos Jogos, e estou tentando aproveitar ao máximo, conhecer outros atletas e outros esportes. É incrível toda essa estrutura. Chegou minha vez e é muito gratificante representar o surfe e buscar a medalha, que é um sonho-, o campeão mundial de surfe em 2019. 

A praia de Tsurigasaki ainda está fechada para os surfistas, porém os atletas já estão usufruindo da estrutura do Time Brasil na base montada em Chiba.

-A estrutura está demais, tipo um Spa. É tranquilo, os quartos são maravilhosos e tem cozinheiro brasileiro, massagem, que é algo que me preocupava muito. Estou vivendo um sonho, é melhor do que eu imaginei-, contou Silvana. 

+Atletas Ginástica artística masculina iniciam os treinos em Tóquio

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top