Futebol Internacional

Jogadores do Bayern que não se vacinaram são proibidos de acessar a concentração, diz jornal

FOTO: Alexander Hassenstein/Getty Images

Os casos do novo Coronavírus voltaram a subir na Alemanha e, como medida restritiva para um novo avanço da doença, o governo local decidiu novamente apertar as medidas de combate à Covid-19. Desta maneira, a nova imposição só permite a entrada em hotéis e restaurantes de pessoas vacinadas e curadas. Isso afeta diretamente quatro jogadores do Bayern de Munique que ainda não foram vacinados. Os jogadores serão impedidos de frequentar o hotel que servirá de concentração dos jogadores para o próximo jogo do Campeonato Alemão.

                 

A informação publicada pelo jornal alemão “Bild”, garante que Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Jamal Musiala e Eric Choupo-Moting, que ainda não tomaram o imunizante, não poderão entrar no hotel e, desta maneira, precisarão passar por uma concentração diferenciada para atuarem contra o Augsburg.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

— Não temos nenhum tipo de exceção. Só permitimos a entrada de pessoas vacinadas e curadas — disse uma funcionária do Maximilian, hotel onde vai ficar o Bayern ficará concentrado, durante declarações colhidas pelo jornal “Bild”.

Recentemente Kimmich já declarou que teme possíveis efeitos a longo prazo da vacina e, por conta disso, decidiu não receber o imunizante. Os outros jogadores ainda não deram declarações sobre suas escolhas, mas acredita-se que a linha de pensamento seja semelhante a de Kimmich. Na semana passada, o zagueiro Niklas Süle testou positivo para Covid-19 e precisou passar por um período de isolamento. Os jogadores que não foram vacinados também acabaram isolados e só foram liberados com teste negativo.

Até o momento não existe nenhuma limitação para que jogadores não vacinados sejam impedidos de atuar na elite do futebol alemão, mas, diante da retomada do alto número de casos no país, um projeto neste sentido está sendo estudado. Markus Söder, presidente da federação, não descartou que essa imposição passe a ser utilizada.

— Acredito que isso poderia ajudar a estabelecer uma unidade entre torcedores e jogadores — disse Söder.

Por ser um jogador importante não apenas para o Bayern de Munique, mas também para a seleção alemã, Kimmich, que também foi o único a se pronunciar sobre o motivo de não ter se vacinado, vem recebendo muitas críticas. Por conta do isolamento pelo teste positivo de Sule, Kimmich acabou não participando dos últimos dois jogos da seleção alemã.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo