Cruzeiro

Justiça determina apreensão de R$ 5,2 milhões que estariam na residência de Wagner Pires

Justiça determina apreensão de R$ 5,2 milhões que estariam na residência de Wagner Pires
— Continua depois da publicidade —

Nesta quinta-feira (15), a juíza da 35ª Vara Cível de Belo Horizonte, Marcela Maria Pereira Amaral Novais, determinou que um oficial de justiça fosse até a residência do ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, para apreender R$ 5,2 milhões.

A decisão judicial dada na manhã desta terça-feira, divulgada pelo jornal Hoje em Dia, diz: “Na sequência, o autor, após ciência do resultado infrutífero da consulta BACENJUD, pugnou pela expedição de mandado para o endereço residencial do requerido Wagner Pires, com o fito de apreender a quantia de R$5.200.000,00, que, segundo noticiado nos meios de comunicação, o próprio teria declarado junto à Receita Federal estar em seu poder”.

Esse é mais um capítulo envolvendo o imbróglio judicial envolvendo o Cruzeiro e seu ex-dirigentes. O clube ainda quer o bloqueio tanto de Wagner Pires de Sá quanto Itair Machado, de R$ 6,8 milhões.

Ainda de acordo com a juíza, o processo, que também cita a empresa Futgestão Assessoria e Consultoria Esportiva Ltda, empresa de Itair Machado, já tentou a apreensão de R$ 7 milhões, mas não houve sucesso. Agora, segundo a decisão da 35ª Vara Cível de Belo Horizonte, os valores podem estar na residência de Wagner Pires de Sá.

Bloqueios

Ainda na última segunda-feira (14), foi determinado o bloqueio de R$ 49.360,01 das contas de Wagner Pires e Itair Machadona ação do Cruzeiro contra os ex-dirigentes por uso de recurso do clube para fins pessoais. Ainda cabe recurso por parte de Itair Machado e Wagner Pires e o Cruzeiro ainda não teve benefícios da justiça gratuita. Conforme à ação, o clube contratou o escritório Arges e Arges Advogados Associados, cujo sócio é Carlos Alberto Arges, advogado de Itair Machado e que recebeu, junto com outro advogado, mais de R$ 1 milhão da Raposa em 2018.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo