Juventude

Juventude perde chances e fica no empate contra o Novo Hamburgo

O Jventude ficou no empoate, fora de casa, com o Novo Hamburgo (Foto: Gabriel Tadiotto/EC Juventude)

Poupando alguns titulares, o time de Roger Machado dominou a partida, mas pecou nas finalizações

Foto: Gabriel Tadiotto/EC Juventude

O Juventude visitou o Novo Hamburgo pela 7ª rodada do Campeonato Gaúcho e voltou do Estádio do Vale com um empate por 1 a 1. Erick abriu o placar e pouco depois Luam Parede deixou tudo igual. Com o resultado, o Juventude dorme na vice-liderança.

                 

O técnico Roger Machado promoveu mudanças no time, visando administrar o desgaste físico do início de temporada. Mesmo com quatro trocas, o Jaconero produziu muito, mas pecou nas finalizações.

Na próxima rodada, o Juventude fará um longo deslocamento até Ijuí para o duelo contra o São Luiz. O Novo Hamburgo vai até Bagé enfrentar o Guarany.

+ Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagramFacebook e YouTube

O JOGO

O festival de chances criadas pelo Juventude começou logo aos 5 minutos, com Lucas Barbosa em um cabeceio quase na pequena área. Aos 20 minutos, o gol: novo cruzamento na área e Erick Farias, quase sem sair do chão, colocou no canto direito de Lucas Maticoli.

A vantagem durou pouco. Aos 29 minutos da primeira etapa, Garré escorou de cabeça na entrada da área e encontrou Luam Parede, que ajeitou o corpo e bateu de primeira, na saída de Lucas Wingert. A zaga do Papo reclamou de impedimento, mas a partida não contava com VAR.

+ Maurício Noriega volta à TV e assina com a CNN Brasil

Pouco antes do fim do primeiro tempo, Maticoli salvou o segundo do Juventude, rebatendo bom chute de Jadson.

O Ju começou pressionando na segunda etapa, com um chute cruzado de Jean Carlos. No escanteio gerado, Lucas Barbosa carimbou o travessão com um forte cabeceio. O time anilado ainda contou com o desvio do goleiro.

Apesar do domínio, o Juventude só foi criar mais duas chances no fim da partida, com Rildo driblando dois adversários dentro da área e rolando para Popó. O atacante, quase embaixo da trave, não conseguir a finalização forte. Na sequência, Kleiton ficou de frente para o gol, mas chutou para fora.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo