Vasco

Lesionado há 15 dias, Vegetti admite sacrifício para enfrentar o Flamengo

Vegetti está liberado e pode jogar contra o Cruzeiro (Foto: Leandro Amorim/Vasco)

Essa lesão é considerada de baixo risco, portanto atacante não foi vetado dos jogos; Vegetti será poupado nas próximas rodada

Vegettu sofreu uma fissura na costela há duas semanas. Foto: Leandro Amorim

Na coletiva após o empate no clássico contra o Flamengo, no domingo (4), o auxiliar Emiliano Díaz, filho e braço direito de Ramón Díaz, revelou que o centroavante Pablo Vegetti, que ainda não marcou gols na temporada, vem jogando no sacrifício nas últimas duas semanas. De acordo com a comissão técnica, o argentino sofreu uma fissura na costela durante o amistoso contra   o Deportivo Maldonado, em 21 de janeiro, pela pré-temporada.

                 

Emiliano comentou sobre a lesão quando foi questionado sobre a má fase de Vegetti. No clássico dos milhões, ele perdeu duas chances claras que não tem o costume de desperdiçar.

– A imprensa não sabe de tudo que acontece até porque eu e o Ramón pedimos para não passar nada. O Pablo tem uma fissura na costela. Ele faz um esforço pelo líder que é. Pelo comprometimento que tem com o Vasco – disse Emiliano, acrescentando que Vegetti está com 30% da sua condição física em função do problema – pontuou.

O lance que ocasionou a fissura de Vegetti foi aos três minutos do primeiro tempo do amistoso vencido pelo Vasco: o zagueiro do Deportivo Maldonado acertou o cotovelo na costela direita do argentino, que imediatamente caiu sentindo dores e precisou ser atendido. Em nenhum momento, o atacante deixou de sentir dores, mas vinha fazendo um esforço para não perder o clássico contra o Flamengo. Na noite desta terça,ele admitiu que “fez de tudo” para chegar em boas condições para o jogo.

– Daquele momento até agora a única coisa que pensei foi chegar ao jogo de ontem contra o Flamengo com ritmo de jogo e com o mínimo de dor possível, e assim poder ajudar o time – escreveu o argentino.

Vegetti não viaja com a delegação para Manaus, onde o Vasco enfrenta o Audax na próxima quinta-feira, pela sétima rodada do Campeonato Carioca. É possível que ele também perca outros jogos.

O PASSO A PASSO DA RECUPERAÇÃO

Como é uma parte do corpo em que não é possível engessar, já de volta ao Brasil Vegetti iniciou o tratamento com cinesiologia, uma terapia alternativa com enfoque holístico. As sessões no clube têm sido diárias.

Essa lesão é considerada de baixo risco, portanto Vegetti não foi vetado dos jogos. Ele foi titular e atuou os 90 minutos do empate com o Bangu, na quarta rodada, mas a princípio não entraria em campo contra o Nova Iguaçu, na rodada seguinte – o Vasco retirou o atacante do time titular em cima da hora alegando uma “indisposição”.

VEJA O TEXTO DO VEGETTI:

“No segundo amistoso da pré-temporada sofri uma pancada na costela direita, em consequência disso estou com uma lesão (fissura) que não me permite desenvolver normalmente não só a minha profissão, mas também o meu dia a dia. Daquele momento até agora a única coisa que pensei foi chegar ao jogo de ontem contra o Flamengo com ritmo de jogo e com o mínimo de dor possível, e assim poder ajudar o time. Obrigado a toda a equipe médica do clube, à comissão técnica, aos meus companheiros, à minha família e às infiltrações que fizemos.

Durante todo esse tempo tive que ouvir muitas “teorias” sobre mim que prefiro não mencionar, graças a Deus e à minha experiência nesta profissão aprendi a não dar importância a ela e a seguir em frente como sempre fiz.

Agora meu foco é recuperar 100% e fazer o possível para chegar ao próximo jogo aqui no Rio.

Parabéns a todos pelo grande esforço de ontem. Vamos por mais!!!

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo