Vasco

Morato concede coletiva e afirma ‘Me coloco á disposição para ajudar o Vasco em qualquer circunstância’

Reprodução/VascoTV

Nesta quarta, o atacante Morato deu entrevista coletiva no CT do Vasco. O atacante atendeu a todos os jornalistas, projetou a Série B e ainda falou sobre as suas preferências de onde atuar.

– Eu me sinto muito á vontade de jogar do lado esquerdo, direito ou centralizado. Até lá na frente no lugar do homem…Brincadeira, ninguém entra no lugar do homem (Cano). Eu me sinto á vontade de jogar e estou disposto á ajudar o Vasco na posição que for. Tenho a preferência de atuar pelo lado direito, mas se optar por jogar onde quer que for, eu vou. Me coloco á disposição para ajudar o Vasco em qualquer circunstância.

Morato ainda falou sobre a preparação para a estreia.

– A gente vem trabalhando já faz tempo pra essa estreia. Aproveitamos aqueles dias do primeiro jogo com o Madureira e uma galera ficou treinando. Fizemos aquele revezamento já pensando na estreia, preparação vem forte e estamos prontos para a nossa caminhada na Série B.

O atacante ainda analisou o adversário e falou sobre o Operário.

– Eu tenho um geral sobre o Operário, os maiores detalhes a gente faz num pré jogo. O Operário tenho acompanhado um pouquinho, em 2019 acabei jogando contra, então é uma equipe forte, sempre monta bons times. Passou por pouca troca de treinadores, então é um cara que conhece bem a equipe e sempre brigou na parte de cima da tabela. Independente do que aconteceu de 2019 pra cá, acho que é um clube que deve vir forte.

OUTRAS RESPOSTAS:

QUESTÃO FÍSICA

– Me sinto á vontade desde o primeiro dia, fisicamente acho que ainda demorei um pouquinho. Uns 4 jogos. Na verdade eu precisei desses últimos 15 dias para poder chegar num nível bom. Falar que está 100% é complicado, porque sempre tem um desgaste muscular. Me sinto muito forte, pronto e preparado.

REFORÇOS

– Acredito que os que chegaram, vieram para aumentar o nível do elenco. São jogadores de renome que já tem uma história no nosso país. São bons jogadores, então acredito que chegam pra somar. Aumenta o nível de competitividade dentro do elenco.

SEQUÊNCIA DE JOGOS

– Eu chego num período corrido e agora me deparo com essa situação novamente. Tivemos tempo para trabalhar e agora vamos colocar em prática o que a gente vem fazendo. Quanto mais rápido a gente puder resolver as partidas e descansar os jogadores melhor. Vamos até o final e ver no que vai dar, mas se tivermos um bom inicio vai ajudar.

EXPERIÊNCIA EM SÉRIE B

– O que eu tenho de experiência é que jogo que não dá pra ganhar, não se perde. É importantíssimo pontuar seja em casa ou fora. Competitividade também, seja no Sul, Norte ou Nordeste tem que ter competitividade. Pontuar em todos os jogos pra continuar numa crescente. O campeonato é longo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top