Juventude

Presidente do Juventude reclama da arbitragem e diz: ‘critério da arbitragem é diferente `

Fernando Alves/ E,C Juventude

O Presidente Walter Dal Zotto Jr concedeu entrevista coletiva após o empate do Juventude contra o São Paulo, o mandatário iniciou a entrevista comentando sobre o ponto conquistado em casa e atuação do árbitro na partida.

–  Se nós analisarmos primeiramente o contexto do jogo, o empate apesar de ser dentro de casa, contra o São Paulo não pode ser considerado um mal resultado.  É um time que tem um investimento muito alto, e está brigando junto conosco em uma situação intermediária da tabela. Mas é um grupo muito qualificado e se analisarmos o contexto dos noventa minutos o resultado pode ter sido Justo. O juventude fez um primeiro tempo melhor, quem sabe?! Mas, somamos um ponto em uma competição difícil, somar é sempre importante! Então, nós vamos paulatinamente somando nossos pontos para buscar se afastar dessa zona de rebaixamento cada vez mais.

 O Presidente citou vários momentos do campeonato em que o Juventude foi prejudicado, na sua visão os árbitros estão sendo tendenciosos nos momentos chaves das partidas do “Papo”:

– Com relação a arbitragem acho que vale pontuarmos aqui que nós, no nosso entendimento fomos prejudicados mais uma vez. O Juventude teve um lance capital nos minutos finais contra o Fortaleza, que no nosso entendimento foi pênalti. Sabemos do critério do chamamento do VAR, sabemos do critério da arbitragem como é que funciona e quando o juiz é unanime para decidir essa questão é interpretativo. O juiz quando não interpreta como pênalti o VAR não pode chamar, mas infelizmente tem outras partidas, outros lances muito parecidos onde o VAR depois da retomada da bola, depois de um tempo o VAR aciona a arbitragem para rever o lance. Mesmo que o lance tenha sido de interpretação do arbitro. Tivemos assim no lance já comentado no jogo contra o Grêmio. O VAR chamou o arbitro um minuto e meio depois e infelizmente nesse nosso lance do Fortaleza o critério foi diferente e hoje nós tivemos um lance capital, também que teve convicção da arbitragem. Um lance muito parecido com que nós tivemos contra a partida contra o Internacional quando jogávamos ainda em Bento Gonçalves. E o arbitro, eu não sei se foi chamado ou não para ver o VAR, mas é um lance que nós temos convicção que não foi pênalti e infelizmente nós estamos em um momento da competição final do primeiro turno onde começa se definir quem briga pelo o que e tem muita equipe grande brigando junto conosco nessa fase intermediaria da tabela que nos preocupa.

A arbitragem não está tendo critérios únicos, os critérios são diferentes de acordo com os interesses, nós vamos para o Rio de Janeiro na quarta-feira, vamos solicitar uma visita para comissão de arbitragem para rever esses lances que são polêmicos no nosso entendimento e principalmente por não ter sido chamada a arbitragem, nós estamos vendo um condicionamento, que isso é velho no futebol. Mas, isso ainda funciona, infelizmente ainda funciona! Temos acompanhado grandes equipes que não estão conseguindo resultado e tão criticando por criticar, estão gritando muito. Então, acho que chegou nossa hora também, nosso grito não ecoa muito. Mas nós vamos ter que nós posicionar sim, vamos ter que nós fazer presente nessa visita no Rio de Janeiro para deixar o protesto o nosso sentimento em relação a esses últimos episódios contra nós.

Quando perguntado se o Juventude chegou no limite financeiro para contratar reforços o Presidente disse a administração realizou um incremento financeiro no departamento de futebol e que o apoio da torcida com o projeto ‘Sócio torcedor’ vai fazer total diferença:

– O Juventude está buscando qualificar a equipe, passamos isso pro departamento de futebol eles estão incansavelmente trabalhando em cima disso, infelizmente a janela fecha agora, a gente tem que buscar alternativas aqui, jogadores que não tem contrato lá fora quem sabe. O Juventude está em busca, e eu acredito que vamos ter um incremento de sócios e vamos antecipar uma receita para o Departamento e futebol, por que, confiamos no nosso torcedor, confiamos que o torcedor vá continuar pagando, se associando.

Nós tivemos um aumento significativo no quadro de associados nos últimos dias, nós acreditamos acima de tudo na vacina e acreditando na vacina, acreditamos que o futebol pode ter retorno do público. Acreditamos que possamos fazer uma campanha, como a muita resistência dos jovens em procurar a vacina. O futebol seria o meio de incentivo para que os jovens pudessem a tomar vacina, seriaria uma pré-condição estar vacinado para vir aos jogos e isso no que estamos batendo, acreditamos no retorno do público temos bares e restaurantes com quase sua capacidade. Nós temos aqui, um ambiente ao ar livre, não é possível que não possamos ter o retorno do público para o futebol!

Vamos trabalhar em cima disso, tem um sinalização da prefeitura que é possível isso, então vamos buscar junto a CBF e os órgãos competentes.  Estamos praticamente a um ano e meio sem a presença do torcedor. O torcedor no Jaconi é fundamental! Foi que manteve o Juventude em outras épocas na primeira divisão. Vamos fazer um trabalho forte sim, para que o retorno do público aconteça e deixamos bem claro que vamos só abrir para o nosso torcedor associado.

Para saber tudo do Juventude, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Quando questionado se existe alguma possiblidade da volta do público aos estádios, Walter afirma que já existe um protocolo de retorno aos estádios enviados pela CBF e que a entidade vai fazer testes com público nos Jogos da Seleção Brasileira nas eliminatórias:

– Olha, não temos ainda uma definição, eu sei que em conversa agora com o pessoal da CBF existe um ensaio em jogos nas eliminatória que irão acontecer no Brasil. Então existe uma possiblidade que esses jogos tenham presença de público. Então está sendo estudado, nós já recebemos um protocolo de retorno do público aos estádios encaminhados pela CBF. Então, as coisas estão se encaminhando gradativamente e importante que a gente continue se cuidando, mantendo todos os protocolos para que possamos caminhar para uma estabilidade e garantir o retorno do público aos estádios.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top