Ponte Preta

‘Treinar para melhorar’, diz Fábio Moreno sobre finalizações na Ponte Preta

Fábio Moreno cobra melhor rendimento da Ponte Preta na finalização
Crédito: Álvaro Júnior / AA Ponte Preta

O mau aproveitamento nas finalizações custou caro para Ponte Preta na derrota diante do Santo André, dentro do Estádio Moisés Lucarelli, pelo placar de 1 a 0.

As oportunidades desperdiçadas pelo lateral-direito Apodi e pelo meio-campista Renan Mota no segundo tempo, ambas cara a cara com o goleiro Fernando Henrique, impossibilitaram a Macaca de somar mais um ponto no Campeonato Paulista.

+ ‘Dar padrão de jogo’, revela Moreno sobre meta a curto prazo na Ponte Preta

Ciente das deficiências nos arremates – foram nove tentativas em 90 minutos, mas nenhuma ao alvo -, Fábio Moreno reconheceu a necessidade de priorizar tal aspecto nos treinamentos, mas também procurou enxergar o lado positivo de tudo isso.

“É bem difícil. O que fica de positivo, na verdade, é que não foram chances perdidas por algum lance individual como acontecia no ano passado e alguma jogada esporádica que a gente estourava na cara do gol. Não! Foram jogadas trabalhadas, construídas, mostradas em treino, trabalhadas e construídas em conjunto com todos eles. Apareceu o resultado do trabalho em campo”, analisou o treinador.

“Então isso deixa a gente um pouco mais tranquilo. Quando a gente não produz e não consegue montar as jogadas, aí daria um pouco mais de trabalho. Eu acho que a gente precisa aprimorar a finalização, com certeza. A gente vai treinar isso para melhorar, mas é questão de momento. Talvez, no próximo jogo, essas jogadas saiam, o arremate vai ser um pouco mais feliz e todo mundo vai estar muito mais satisfeito”, acrescentou.

BAIXAS

Prejudicado por quatro atletas contaminados pela Covid-19 no elenco, sendo dois titulares absolutos, Fábio Moreno também lamentou as dificuldades de iniciar o Campeonato Paulista com elenco ainda mais reduzido.

“De um jogo para outro, você não tem o Rayan, você não tem o Ednei, que entrou bem, você não tem o Camilo e você não tem o Barreto. Você perde um pouco daquele conjunto que você está brigando para manter. A gente já tem um elenco enxuto e um elenco justo para as pretensões da Ponte Preta de redução de folha salarial e manutenção de performance”, admitiu o técnico, em coletiva.

“Quando você passa por um problema como esse, como lesão no caso de pancada do Ednei e problema de Covid, sacrifica alguma coisa. Ainda assim, eu não estou lamentando. Dei os parabéns, principalmente pelo segundo tempo aos jogadores Ponte Preta. A torcida, com certeza, está chateada, assim como todos nós, pelo resultado. Com certeza, vi uma equipe que se empenhou até o último minuto. Eles lutaram bravamente para conseguir o resultado e, infelizmente, não veio dessa vez”, finalizou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top