Lutas

Blachowicz e Amanda Nunes mantém cinturões no UFC 259

UFC 259 resultados
Divulgação/Twitter Oficial UFC

Neste sábado (6), aconteceu o UFC 259, mais um evento numerado da organização, com três defesas de cinturão. E a presença de Israel Adesanya e Amanda Nunes foram as grandes estrelas da noite.

A grande luta da noite foi entre Jan Blachowicz e Israel Adesanya, valendo o cinturão dos meio-pesados. O combate começou com o campeão dos médios buscando mais atividade, sem uma trocação franca. O polonês ficou mais na defensiva, estudando a postura do rival.

O segundo round teve o nigeriano começando a pressionar mais e levando a resposta na mesma medida do campeão. Blachowicz conseguiu ter mais volume no final do assalto, mas sem incomodar o ‘Last Stylebender’.

Blachowicz tentou a queda no round, mas viu Adesanya escapar. O polonês buscou colocar o rival contra a grade e encaixou alguns bons golpes contra o nigeriano, que esquivou bastante mas sem impor o contragolpe. No quarto round, um chute forte no corpo de Adesanya e uma queda começaram a mostrar um polonês disposto a se impor. E esta imposição veio ao dominar a posição no solo, travando uma saída do nigeriano. O campeão dos médios conseguiu alguma defesa e evitou a tentativa de finalização.

No quinto e decisivo round, o ‘Stylebender’ foi para cima em busca da trocação, com o polonês respondendo com uma queda. O nigeriano, mais uma vez, buscou fugir, mas se viu dominado pelo rival. O campeão dos meio-pesados seguiu controlando e batendo no nigeriano até o final. E Jan Blachowicz manteve o cinturão dos meio-pesados na decisão dos juízes.

Amanda Nunes finaliza e segue reino no peso-pena feminino

Amanda Nunes partiu para sua segunda defesa do cinturão dos penas do UFC contra Megan Anderson. A luta começou um pouco estudada, mas a brasileira logo começou a tomar conta do duelo, obteve a chance de derrubar e conseguiu a chave de braço para terminar o confronto ainda no primeiro round e manter o cinturão consigo, mantendo o status de ‘champ-camp’, já que também é campeã dos galos.

Após a luta, Raegan Ann, primeira filha de Amanda com a também lutadora do Ultimate Nina Ansaroff, foi ao octógono e para os braços da mãe, que pode comemorar ao lado da família mais um triunfo e mais uma chance bem sucedida de de se colocar na história do MMA.

Joelhada ilegal dá título dos galos a Aljamain Sterling

O russo Petr Yan pôs em disputa o cinturão dos galos contra o americano Aljamain Sterling na primeira defesa de título do UFC 259. E começou sentindo pressão do ‘Funkmaster’, que começou mais agressivo e até acertando no campeão uma joelhada voadora ainda no primeiro round. Yan sobreviveu e ainda aplicou uma queda, tendo a chance de tentar a finalização.

No segundo round, o campeão passou a ter mais atenção quanto à pressão rival e buscou parar o ímpeto de Sterling, que procurava as quedas. No final do round, a trocação se tornou um pouco mais intensa e o russo, enfim, teve a chance de derrubar e ficar por cima do americano.

A agressividade de Sterling seguiu intacta no começo do terceiro assalto, mas logo o russo começou a ganhar força e conseguiu derrubar o americano, que buscava botar o campeão para baixo, com Yan parando todas as tentativas do ‘Funkmaster’. Um panorama que pareceu se manter no quarto round, com o campeão gradativamente ganhando domínio do combate.

No quinto round, no entanto, uma joelhada de Yan em Sterling mudaria as coisas. O russo ascendeu o golpe com o americano de forma ilegal, com o ‘Funkmaster’ em posição de três apoios, portanto ‘no chão’ segundo as regras. O desafiante não conseguiu ter condições de lutar e acabou vencendo o russo por desclassificação e, assim, conquistando o cinturão dos galos.

Amanda Lemos vence duelo brasileiro; Bontorin e Marreta perdem

Em busca da reabilitação, Thiago Marreta subiu ao octógono do UFC 259 para enfrentar o austríaco Aleksandar Rakic. Os dois primeiros rounds alternaram momentos de pouca atividade e de certa trocação franca. Apostando nos chutes, sua principal arma, Marreta teve bons momentos na luta, mas Rakic conseguiu controlar a luta nos momentos mais decisivos e impôs a segunda derrota seguida do brasileiro no Ultimate.

Rogério Bontorin enfrentou Kai Kara-France para tentar se reabilitar da derrota para Ray Borg e depois de se recuperar de lesão. Mas o neozelandês acabou se mostrando superior e o nocauteando ainda no primeiro round.

Amanda Lemos começou a noite brasileira no UFC 259 agitando. Em duelo contra a compatriota Livinha Souza, a peso-palha dominou sem qualquer contestação e conseguiu o nocaute ainda no primeiro round.

Confira como foram as lutas do UFC 259:

Jan Blachowicz venceu Israel Adesanya por decisão unânime dos juízes – Blachowicz manteve o cinturão dos meio-pesados

Amanda Nunes venceu Megan Anderson por finalização (2:03 do R1) – Amanda mantém o cinturão dos penas

Aljamain Sterling venceu Petr Yan por desqualificação (4:29 do R4) – Sterling é o novo campeão peso-galo

Islam Makhachev venceu Drew Dober por finalização (1:37 do R3)

Aleksandar Rakic venceu Thiago Marreta por decisão unânime dos juízes

Card preliminar

Dominick Cruz vence Casey Kenney por decisão dividida dos juízes

Kyler Philips venceu Song Yadong por decisão unânime dos juízes

Askar Askarov venceu Joseph Benavidez por decisão unânime dos juízes

Kai Kara-France venceu Rogério Bontorin por nocaute técnico (4:55 do R1)

Tim Elliott venceu Jordan Espinoza por decisão unânime dos juízes

Kennedy Nzechukwu venceu Carlos Ulberg por nocaute (3:39 do R2)

Sean Brady venceu Jake Matthews por finalização (3:28 do R3)

Amanda Lemos venceu Livinha Souza por nocaute técnico (3:39 do R1)

Uros Medic venceu Aalon Cruz por nocaute técnico (1:40 do R1)

Trevin Jones venceu Mario Bautista por nocaute técnico (0:47 do R2)

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top