Campeonato Mineiro

Em clássico quente, América-MG vira sobre o Cruzeiro e se aproxima da final do Campeonato Mineiro

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Em clássico quente, com muitas rusgas, o América-MG virou sobre o Cruzeiro nos minutos finais e venceu por 2 a 1, no Mineirão. A partida foi válida pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro. Rafael Sóbis marcou pela Raposa, e Leandro Carvalho, com dois bons lançamentos, passou para Alê e Ademir, este aos 44 minutos do segundo tempo, virarem para o Coelho.

O início do confronto foi marcado por muito equilíbrio. O Coelho sofria com o bloco alto de marcação adversário. Já a Raposa, tinha dificuldade de furar a defesa rival quando esta estava com a linha baixa. Com o decorrer da partida, as equipes foram se soltando. O América chegou a levar perigo ao gol de Fábio, mas foi o Cruzeiro que balançou as redes. Em belíssima jogada pela direita, Bruno José ligou Rafael Sóbis, que modificou o placar.

O segundo tempo, diferente do início do jogo, esteve movimentado durante todos os 45 minutos. O Cruzeiro chegou a ampliar o marcador com Airton, mas o gol foi anulado. Com as substituições no final da etapa complementar, a Raposa perdeu o meio de campo. Com isso, o América, oportuno, virou a partida para 2 a 1.

RAFAEL SÓBIS

O atacante estrelado cumpriu suspensão na partida passada, diante o Patrocinense. William Pottker entrou em seu lugar e anotou dois gols, gerando uma dúvida em Felipe Conceição de quem seria titular na semifinal na semifinal contra o América. Rafael Sóbis, o escolhido pelo treinador, não decepcionou, marcando o primeiro gol do jogo.

LEANDRO CARVALHO

O atacante de lado foi preponderante para a virada do Coelho. O jogador de 25 anos saiu do banco para bater o escanteio que resultou no gol de Alê, e fazer lançamento preciso que culminou no gol de Ademir. A história do gol da vitória também foi destaque no clássico. Sem espaço com Lisca após a negociação com o Palmeiras, Ademir foi apenas o terceiro a ser lançado em campo no segundo tempo, mas deu um importante espaço para retomar a confiança.

CONFUSÃO NO FIM

O clássico deste domingo teve rusgas durante boa parte do tempo. Começando pelo gol do Cruzeiro, validado pelo VAR – o que gerou indignação de Lisca. O técnico garante que Bruno José, autor da jogada, estava pelo menos “um metro à frente” no início do lance. No segundo tempo, após o empate do América-MG, o treinador extravasou muito, discutiu com o banco da Raposa e também com o Fábio, capitão azul. Segundo a transmissão do grupo “Globo”, Lisca disse ao goleiro: “Se ninguém te tira do gol do Cruzeiro, eu vou tirar”.

Na saída para os vestiários, o clima esquentou ainda mais. Houve um princípio de confronto no túnel de acesso, logo amenizado pela segurança do Mineirão.

JOGO DE VOLTA!

Com o resultado, o Cruzeiro precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença na volta se quiser continuar vivo na competição. A partida de volta será disputada no próximo domingo, tendo o América como mandante. O embate ocorrerá no Independência. Ambas as equipes não terão nenhum jogo durante a semana, podendo se dedicar apenas à decisão.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL

Para saber tudo sobre o Cruzeiro e América-MG, siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitter Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top