Atlético-MG

Atlético-MG leva vantagem quando enfrenta o Santos em Minas Gerais

Atlético x Santos. Vila Belmiro. Foto: Pedro Souza / Atlético
Foto: Pedro Souza / Atlético

O tradicional confronto entre Atlético-MG e Santos é marcado por seu equilíbrio nas estatísticas, por partidas com grandes jogadores e pelo domínio que cada time possui como mandante.

Na história, foram 65 confrontos entre os alvinegros pelo Campeonato Brasileiro, com 27 vitórias do Galo, 23 vitórias do Peixe e outros 15 empates. O que chama atenção são quando analisamos o duelo mais a fundo. Jogando como mandante, o Atlético-MG recebeu o time paulista em 37 oportunidades e perdeu apenas 5 vezes.

O mesmo acontece quando o Galo visita o Santos, foram apenas 4 vitórias em 28 jogos. A última vitória, de cada um desses times como visitante, pelo Brasileirão, foi em 2014 (Atlético-MG) e 2017 (Santos).

+Guga sobre Brasileiro do Atlético-MG: “Daqui pra frente todo jogo vai ser levado como uma decisão”

A força do mandante neste duelo também se aplica na quantidade de gols marcados. Apesar do equilíbrio histórico de 110 gols para o Galo contra 105 gols do Peixe, a maioria desses gols foram feitos pelos mandantes em suas partidas.

Nas estatísticas o mandante leva bastante vantagem, mas outros fatores além dos números também auxiliam a entender o contexto de Atlético-MG x Santos. A força da torcida local nas partidas, aumentando a pressão sobre os atletas e a arbitragem, principalmente quando o jogo é na Vila Belmiro. Os últimos duelos vem se tornando batalhas entre os bancos de reservas, os jogos estão sendo mais quentes e com muita discursão e reclamação de ambos os lados.

Ademais, o duelo marca o reencontro de Cuca com seu ex-time, onde levou o Santos a final da Copa Libertadores do ano passado, e de Diego Tardelli com o clube que é ídolo. A expectativa, de ambas as torcidas, é que seja um jogo difícil e bem estudado. Para o Galo vale abrir distância para o Flamengo, igualar a equipe de 1986, com 18 jogos sem perder, e ficar cada vez mais próximo do título nacional. 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top