Cruzeiro

Cruzeiro mantém sequência de jogos sem sofrer gols e consolida sua defesa

“O ataque ganha jogos, a defesa ganha campeonatos”. A frase de Phil Jackson, ídolo e ex-treinador dos Lakers, time de basquete, pode ser aplicada ao início de trabalho de Felipe Conceição no Cruzeiro. Apesar do ataque não muito goleador, os celestes chegaram a marca de quatro partidas consecutivas sem sofrer gols.

Com o resultado de 1 a 0 diante o Atlético, a Raposa atingiu números impressionantes no setor defensivo. A equipe estrelada é a menos vazada do Campeonato Mineiro. Durante esses nove jogos disputados, a rede azul foi balançada apenas três vezes, metade do time com a segunda melhor defesa da competição (o Galo, que sofreu seis gols). Isso totaliza uma média baixíssima de 0.3 gols por jogo.

Vale destacar que o Cruzeiro perdeu seu principal homem de defesa para o clássico. Manoel pediu para não atuar mais pela Raposa. Seu vínculo com o time celeste encerraria em dois meses e, com isso, o atleta recebeu a permissão da diretoria para negociar com outro clube. Mesmo assim, o jovem Weverton compôs a zaga estrelada e ajudou seu time a não ser vazado na partida.

Weverton em sua estreia no clássico entre Cruzeiro x Atlético // Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Weverton em sua estreia no clássico entre Cruzeiro x Atlético // Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Ofensivamente, os números do Cruzeiro não impressionam tanto. A equipe comandada por Felipe Conceição balançou as redes nove vezes em dez jogos na atual temporada. Isso totaliza uma média de 0.9 gols por jogo. Porém, o ataque da Raposa passou em branco em apenas três partidas. Isso significa que, com uma defesa pouquíssimo vazada, um único gol é quase sempre o suficiente para conquistar a vitória.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top