Guarani

Guarani registra documentação de Davó no BID e encerra novela

Guarani registra documentação de Davó no BID e encerra novela

Depois de longo imbróglio judicial, Davó, enfim, foi regularizado pelo Guarani, nesta quarta-feira, no Boletim Informativo Diário (BID).

No Bugre há mais de 40 dias, atacante, com situação burocrática definida, foi cedido pelo Corinthians por empréstimo até o encerramento do Campeonato Paulista.

+ ‘Futebol cresceu na frente’, antecipa Pablo sobre posição ideal no Guarani

Anunciado pelo Conselho de Administração em 28 de fevereiro, atleta perdeu os quatro primeiros compromissos do Alviverde nesta temporada em decorrência de entraves burocráticos.

Davó, com situação já regularizada pelo Departamento Jurídico, tem treinado normalmente há mais um mês com o técnico Allan Aal e fica à disposição para retomada do Paulistão, ainda sem data definida.

A novela teve reviravolta um dia depois de a CBF informar bloqueio no registro graças ao processo envolvendo Guarani e United Arenas desde 2017.

A mudança do caso se deu a partir de uma conversa entre Conselho de Administração e a entidade máxima do futebol brasileiro sob argumento de que existia permissão para Davó ir a campo sem modificar o bloqueio dos direitos econômicos – o Bugre tem direito a 20%.

O QUE VEM POR AÍ?

O próximo passo, a partir de agora, é a inscrição na Lista A por parte do Departamento de Futebol.

O Guarani tem, por enquanto, cinco vagas disponíveis para completar os 26 nomes da relação principal, sem contar à relação destinada para os jogadores revelados nas categorias de base.

Antes de Davó, a diretoria do time campineiro havia oficializado outras dez contratações a partir do término da Série B do Campeonato Brasileiro.

As novidades do plantel foram o goleiro Rafael Martins, o lateral-direito Éder Sciola, os zagueiros Airton e Thales, os volantes Índio e Rodrigo Andrade, os meio-campistas Andrigo, Régis e Tony e o atacante Júlio César.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top