Basquete

LeBron James rebate críticas de Drew Brees a protestos nos Estados Unidos

Crédito: Facebook/LeBron James

Astro da NBA, LeBron James criticou o jogador do New Orleans Saints, Drew Brees, por comentários feitos pelo quarterback nesta quarta-feira (3). Em entrevista ao jornalista Daniel Roberts, do site Yahoo Finance, Brees disse ser contra protestos de atletas durante o hino nacional, pois considera o ato um desrespeito à bandeira norte-americana.  

Durante a conversa, Brees disse que a execução do hino é um momento muito importante para ele, pois seus dois avôs serviram na Segunda Guerra Mundial.

– Eu nunca vou concordar com alguém que desrespeite a bandeira dos Estados Unidos da América. Deixe-me apenas dizer o que sinto quando o hino nacional é tocado e quando olho a bandeira dos Estados Unidos. Eu imagino meus dois avós, que lutaram por este país durante a Segunda Guerra Mundial, um no Exército e um na Marinha, ambos arriscando suas vidas para proteger os EUA e tentar tornar nosso país e este mundo um lugar melhor. Então, toda vez que fico com a mão sobre o coração, olhando para a bandeira e cantando o hino nacional, é sobre isso que penso. E, em muitos casos, isso me leva às lágrimas, pensando em tudo o que foi sacrificado.

O astro dos Saints se referiu ao ex-quarterback do San Francisco 49ers, Colin Kapernick que, na temporada de 2016 da NFL, se ajoelhou durante a execução do hino nacional, como forma de protesto contra a brutalidade policial e o racismo.

Crédito: Instagram/Colin Kaepernick

O astro da NBA e ala-armador do Los Angeles Lakers, LeBron James, respondeu aos comentários de Brees. Em conta que mantém no Twitter, ele criticou a postura do quarterback dos Saints.

– Ah! Isso ainda é uma surpresa a esta altura? Claro que não. Você ainda não entende por que Colin Kapernick se ajoelhou? Não tem absolutamente nada a ver com desrespeito à bandeira dos Estados Unidos e aos nossos soldados. Meu padrasto também foi um dos que lutaram pelo bem desse país. Eu perguntei a ele sobre isso e agradeci por todo o seu comprometimento. Ele nunca achou ofensivo o protesto pacífico de Kaepernick, porque ele e eu sabemos o que é certo e o que é errado. Deus abençoe vocês. – postou James.

Brees também foi criticado pelos seus companheiros de equipe, os recebedores Michael Thomas e Emanuel Sanders e o safety Malcom Jenkins.

– Ele não sabe de nada. Ninguém liga se você concorda ou não, que tal assim? – postou Thomas.

Sanders foi mais enfático e chamou o quarterback de ignorante.

Já Jenkins postou um vídeo emocionado em sua conta no Instagram, e disse que as palavras de Brees foram muito dolorosas.

– Estou cansado…. Enquanto tentava reunir energia e encontrar as palavras para abordar os comentários de Drew Brees, gravei este vídeo. Antes que eu pudesse publicá-lo, Drew estendeu a mão para mim para discutir seu ponto de vista. No fim das contas, continuo postando este vídeo porque é importante para quem quer se considerar um aliado saber como essas palavras e ações afetam aqueles que você deseja ajudar. As palavras de Drew durante sua entrevista foram extremamente dolorosas de ouvir e espero que ele as retifique com ação real. – escreveu Jenkins na legenda do post.

1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Drew Brees pede desculpas por comentário sobre protestos nos EUA - Esporte News Mundo

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top