Conmebol Libertadores

Governo do Peru suspende partida entre Sporting Cristal e Flamengo, pela Libertadores

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

O jogo entre Sporting Cristal e Flamengo, pela 1ª rodada da Copa Libertadores, foi suspenso. A decisão é do Instituto Peruano del Deporte, a entidade governamental que rege as atividades esportivas do Peru. Ao longo desta terça-feira, houve indecisão se o jogo aconteceria ou não. Isso por causa do toque de recolher imposto pelo presidente Pedro Castillo, para conter manifestações contra o cenário de inflação alta no país. No final da tarde, a suspensão do jogo foi confirmada.

A Conmebol tentou de várias formas que o jogo acontecesse ainda nesta terça, mesmo que com portões fechados, mas as entidades governamentais não aceitaram. Logo depois, a própria Conmebol confirmou a suspensão da partida. O jogo, agora, não tem data para acontecer.

A nota do Instituto Peruano del Deportes

+ Sporting Cristal x Flamengo: prováveis escalações, desfalques, onde assistir e palpites

+ Ainda em recuperação, Rodrigo Caio completa quatro meses sem atuar pelo Flamengo

Ontem, segunda-feira (4), uma greve de transportadores provocou bloqueios nas estradas. Além disso, incêndios em postos de pedágios, confrontos entre manifestantes e policiais e saques de lojas foram registrados. Esta é a primeira greve enfrentada pelo governo de Castillo, por conta da alta inflação, que incide no preço de alimentos e combustíveis. Na madrugada desta terça, o governo peruano decretou o toque de recolher em Lima e Callao, cidade vizinha.

“Diante dos atos de violência que alguns grupos tentaram criar (…) e para restabelecer a paz a ordem interna (…) o Conselho de Ministros aprovou declarar a imobilidade cidadã (toque de recolher) das 2h00 da manhã até 23h59 da noite do dia 5 de abril para resguardar a segurança cidadã”, afirmou o presidente Pedro Castillo. Isso significa que os 10 milhões de habitantes das duas cidades deveriam permanecer em suas casas ao longo do dia.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top