Fluminense

Time reserva ganha força com reforços e aumenta disputa no Fluminense

Foto: Mailson Santana/FFC

Com a chegada do ‘pacotão’ de reforços na véspera da estreia na Libertadores, o Fluminense encorpou o elenco. Quase um mês após a chegada dos novos jogadores, o Tricolor conseguiu montar um time reserva forte e aliviou os titulares para os compromissos na competição continental, ganhando assim mais força e aumentando a disputa por posições na equipe.

O principal reforço da temporada foi o meia Cazares. O equatoriano começou bem a trajetória no Tricolor, colaborando com uma assistência no empate contra o River Plate-ARG, na estreia na Libertadores. No ataque, Abel Hernández marcou dois gols em duas partidas como titular, enquanto Raul Bobadilla também já balançou as redes em uma oportunidade como titular. O paraguaio também entrou em campo contra Santa Fe-COL e na semifinal do Carioca.

Em meio a chegada dos reforços, velhos conhecidos dos tricolores voltaram a ganhar espaço. É o caso de Paulo Henrique Ganso. Em 2021, o camisa 10 já marcou três gols em sete partidas, e foi um dos destaques no empate contra a Portuguesa, no último domingo, pela semifinal do Carioca. Com Roger Machado, o jogador tem atuado mais próximo da área, diferente de como atuou com Fernando Diniz, Marcão e Odair Hellmann nos últimos dois anos.

Já o jovem Gabriel Teixeira pede cada vez mais espaço. Se uma vaga entre os titulares é mais difícil, o prata da casa parece que se firmou entre os reservas. Em 2021, esteve em campo em todas as partidas. Na semifinal do Carioca, foi titular e um dos destaques do jogo. Biel tem agradado cada vez mais a comissão técnica tricolor e a cada jogo aumenta a pressão por uma oportunidade no time inicial.

Lesão de Hudson abre espaço para os jovens

O Fluminense sofreu uma baixa no elenco para os próximos meses. No empate contra a Portuguesa, no último domingo, o volante Hudson sofreu uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito, e precisará passar por cirurgia. O jogador já iniciou o tratamento pré-cirúrgico e não tem data para retornar aos gramados. Sendo assim, uma vaga entre os reservas ficou em aberta.

Desta forma, a lesão de Hudson pode gerar uma oportunidade para os jovens André, Metinho e Wallace, que ainda não jogaram sob o comando de Roger Machado, além de Yuri. André e Metinho só entraram em campo nos primeiros jogos da temporada, quando a equipe foi comandada pelo auxiliar Ailton.

André já foi elogiado por Roger Machado. Capitão do Fluminense em todas as categorias de base, o jovem volante esteve perto de um empréstimo para o Botafogo. O CRB também demonstrou interesse, mas as conversas não avançaram. No entanto, o jogador permanecerá no Tricolor.

Já Metinho deixará o Fluminense em 2022. Assim como Kayky, o volante foi negociado com o Grupo City, que administra clubes como o Manchester City-ING. A tendência, no entanto, é que o jogador tenha um caminho diferente do atacante. Enquanto Kayky está nos planos para integrar a equipe do técnico Pep Guardiola, Metinho deve ser emprestado para algum dos clubes administrado pelo grupo.

Lesão de Hudson pode dar uma nova oportunidade para André (Foto: Mailson Santana/FFC)

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top