Lutas

UFC 272 será marcado por trilogia nos penas e revanche no peso-galo; confira

Em 5 de março, o UFC 272 promete agitar o mundo do MMA. A organização prepara como lutas principais do evento dois duelos válidos por cinturão, conforme revelou Dana White à ESPN americana.

                 

Um dos duelos que vão marcar o card, que deve ser disputado em Las Vegas (EUA), é a trilogia entre o australiano Alexander Volkanovski e o americano Max Holloway. O duelo vale pelo cinturão dos penas do Ultimate, este de posse de ‘Volk’.

LEIA TAMBÉM

+ Joanna Jedrzejczyk mira retorno em 2022 e aponta Weili Zhang como possível rival

Nos dois encontros anteriores, o australiano de origem macedônia venceu ambos e vem de triunfo em cima de Brian Ortega em setembro, esta a sua décima vitória em dez lutas que fez pela principal promoção de MMA do mundo. Já Holloway, ex-campeão da categoria, embalou vitórias sobre Calvin Kattar e Yair Rodríguez para se qualificar para a trilogia do UFC 272.

Já a outra disputa de título servirá para resolver uma polêmica antiga. O americano Aljamain Sterling e o russo Petr Yan lutarão no card de março pelo cinturão dos galos, que vem sendo alvo de certa controvérsia derivada da primeira luta entre ambos

Sterling e Yan se enfrentaram pela primeira vez em março de 2021, com o americano conquistando o cinturão mediante um polêmico golpe ilegal do russo, que atingiu com uma joelhada ao ‘Funkmaster’ com este com um dos joelhos tocando o chão, o que é contra as regras do Ultimate. Mas a controvérsia se deu com vários questionamentos de Yan sobre a veracidade da contundência do golpe.

Uma revanche fora marcada pelo UFC para outubro, em Abu Dhabi (EAU), mas o campeão alegou lesão e abandonou a luta. Um cinturão interino foi criado e ‘No Mercy’ o venceu batendo a Cory Sandhagen e confirmando a revanche para sanar a controvérsia do primeiro combate.

O UFC 272 terá dois brasileiros já com lutas acertadas para o evento. Edson Barboza enfrentará a Bryce Mitchell e Marina Rodriguez tem luta decisiva

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo