Campeonato Carioca

Zé Ricardo lamenta eliminação, mas exalta valentia do time do Vasco: ‘conseguimos fazer um jogo parelho’

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Apesar de nova derrota para o Flamengo por 1 a 0, que eliminou o Vasco do Campeonato Carioca, o treinador Zé Ricardo, em entrevista coletiva após a partida, preferiu ressaltar o empenho dos jogadores, a manifestação de apoio da torcida e o jogo duro que fez contra o arquirrival.

– Nos deu orgulho de ver nosso grupo jogar. Um orgulho que vem de várias manifestações, incluindo da torcida, que desde quarta-feira, após a partida, já demonstrou um carinho imenso com o grupo. Eles sabem da dificuldade que a gente atravessa. Ontem em São Januário deixou a todos nós emocionados. Não causou surpresa a manifestação da torcida. Certamente tentamos referendá-la da melhor maneira possível, a gente entende que há uma diferença considerável de momentos, mas conseguimos fazer um jogo parelho com o adversário, que já tinha a vantagem – ressaltou o técnico.

Com a saída de Léo Matos ainda no primeiro tempo devido a uma lesão muscular, e a entrada de Weverton, Zé Ricardo acredita que a ausência do experiente lateral fez diferença no transcorrer do jogo, pois o Flamengo começou a atacar mais pelo lado esquerdo e fez Zé Gabriel cobrir a região, dando mais espaços ao time rubro-negro.

 – Acho que a gente tem um sistema defensivo que já inspira confiança, conseguimos encontrar um equilíbrio. Ainda precisamos evoluir também no sistema defensivo, mas nos dá mais tranquilidade no que diz respeito a esse setor. Infelizmente perdemos o Léo Matos, tínhamos uma estratégia para o segundo tempo um pouquinho diferente do que aconteceu, a saída dele nos prejudicou um pouco nessa estratégia, até porque perdemos uma substituição e nesse sentido entendia que teria que fazer duas ‘casadas’ no segundo tempo, e não estava muito bem planejado para isso – revelou o treinador.

+ Apesar da eliminação, Nenê ressalta pontos positivos do Vasco: ‘No caminho certo’

+ Atuações ENM: Juninho falha em gol do Flamengo na eliminação do Vasco; veja as notas

Apesar de assustar um pouco mais o sistema defensivo rubro-negro do que na primeira partida, faltou efetividade na frente. Para Zé Ricardo, o setor ofensivo cruzmaltino precisa melhorar para entrar na Série B mais competitivo.

– Ofensivamente certamente precisamos melhorar, criar mais oportunidades, apesar de termos conseguido finalizar bem mais do que no primeiro jogo contra o Flamengo, que se encontra em um período bem mais avançado em sua construção, talvez a equipe que mais investe no futebol brasileiro. Conseguir ter essas evoluções mostra que estamos no caminho. Lógico que cada jogo é uma história, entendemos que o que precisa partir do que já temos, um grupo que trabalha bastante, comprometido, o sentimento no vestiário é que temos a evoluir, mas conseguimos uma evolução. Agora é nos prepararmos em todos os aspectos. Futebol requer estar sempre atendo, independentemente de suas fortalezas ou debilidades.

Zé Ricardo terá três semanas até a estreia da Série B, única competição que resta ao clube (e a mais importante). Apenas no dia 08 ou 09 de abril (CBF ainda não decidiu) que o clube fará sua estreia, diante do Vila Nova, em São Januário. Até lá, haverá uma intertemporada e a busca de reforços à equipe. Indagado se o Vasco fará contratações, Zé Ricardo preferiu ser discreto, mas deixou nas entrelinhas que o clube pode contar com recursos extras da SAF já para a Série B.

– O Lucas Oliveira já se apresentou, fez um excelente campeonato pelo Bangu e vai nos ajudar sem dúvida nenhuma, se conseguir manter o nível que apresentou. Sobre fato concreto, é só isso que posso falar agora. Gostaria de falar apenas sobre esse fato, pois qualquer tipo de colocação agora seria desvalorizar os atletas do nosso grupo, que não merecem isso. É um grupo que trabalha ao extremo, quem acompanha nosso dia a dia no CT pode perceber isso, e é um grupo em que eu acredito bastante. Esses assuntos vamos procurar tratar de forma interna, até porque há novos fatos acontecendo dentro do Vasco (SAF) e a gente precisa respeitar esse momento que o clube atravessa – ressaltou.

+ Flamengo repete o placar do primeiro jogo, elimina o Vasco e avança para a final do Carioca

Por fim, Zé Ricardo fez um balanço dos três meses iniciais de trabalho até aqui. As eliminações no Carioca e na Copa do Brasil indesejadas deixam lições para o desafio maior da temporada: conquistar o acesso à elite do futebol brasileiro. Zé projeta uma Série B difícil, com equipes grandes e com bom investimento, viagens desgastantes e campos difíceis e se jogar.

– A Copa do Brasil foi o que saiu um pouco do nosso planejamento, mas não podemos esquecer do nosso principal objetivo. Infelizmente tivemos algumas intercorrências no início da temporada, praticamente começamos o Carioca com poucos treinos com todo mundo disponível. A partir dali, não tivemos nenhuma semana cheia, apenas uma um pouco maior que foi contra o Fluminense, se não me engano. Realmente foram 15, 16 jogos de forma muito intensa, três ou quatro viagens juntas, mas para um grupo que está sendo praticamente todo reformulado chegar em uma decisão de dois jogos contra o Flamengo, e apresentar momentos que demonstram crescimento e dão uma certeza que vamos caminhar nesse processo, agora com tempo para preparar a equipe contra o Vila Nova, que fez um bom jogo ontem contra o Atlético-GO. Vamos nos preparar, trabalhar em cima das nossas principais carências e dificuldades. Realmente o que pedi a eles no final do jogo, além de parabenizá-los pela entrega e pela coragem com que jogaram hoje, foi que tenham o compromisso nas próximas 38 partidas que fizermos, já que mostraram essa entrega, que isso seja nossa régua. Se tivermos isso em uma competição tão difícil como vai ser a Série B desse ano, certamente estaremos no caminho certo – concluiu.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top