Flamengo

Apresentado oficialmente, Pablo promete comprometimento com a camisa do Flamengo: ‘Irei dar minha vida por esse clube’

Apresentado oficialmente, Pablo promete comprometimento com a camisa do Flamengo: ‘Irei dar minha vida por esse clube’
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Na tarde desta quinta-feira (17), Pablo, terceiro reforço do Flamengo para a temporada de 2022, foi apresentado oficialmente pelo time carioca. Em entrevista coletiva realizada no Ninho do Urubu, o zagueiro iniciou agradecendo as palavras de Marcos Braz, que enfatizou o esforço do jogador durante as negociações. Em seguida, o novo camisa 30 ainda prometeu ‘dar a vida’ pelo clube.

+ Flamengo encaminha acordo com goleiro Santos e faz nova oferta ao Athletico

+ Opinião: Em clássico ruim, Flamengo consegue vantagem importante, mas segue devendo

– Satisfação imensa escutar essas palavras. Estou muito contente, muito animado e muito motivado para contribuir o máximo possível. Irei dar minha vida por esse clube de uma grandeza imensa, de uma camisa pesadíssima. Os esforços foram feitos dos dois lados. O Flamengo foi muito feliz na negociação, e eu também sou muito grato por todo esse esforço e pela oportunidade de continuar minha carreira aqui.

Presente em um dos camarotes no duelo contra o Vasco, Pablo também falou sobre a primeira sensação que teve do clima da torcida no Maracanã:

– Sensação diferente de tudo que já vi, torcida apaixonada que apoia sua equipe durante os 90 minutos. Barulho bem alto durante o jogo. Oportunidade de continuar carreira e fazer tudo que já fiz antes, mas com responsabilidade bem grande. O Flamengo é mundialmente conhecido. Estou preparado – comentou o novo camisa 30.

O defensor ainda aproveitou para revelar que a relação com o Rubro-Negro é de longa data. Inclusive, afirmou que o pai, Seu Evilásio, e outros familiares, são flamenguistas.

– Não tem como não dizer que o Flamengo sempre vai estar no coração desde pequeno. Sempre acompanhei. Meu pai é flamenguista, mandar um abraço ao Seu Evilásio. Sempre acompanhei. É um sonho não só meu, mas de muita gente. É especial por mover muitos corações. São muitas pessoas que estão contentes por eu estar aqui. E pessoas da minha família. É esse carinho que faz eu me sentir já em casa. E por toda a recepção e pela forma que as pessoas têm me recebido – disse Pablo, que ainda completou:

–  A torcida do Flamengo é a maior do Brasil. É espantoso, e você sabe que a responsabilidade é muito grande. Sei da minha responsabilidade como profissional e como humano. Vamos trabalhar muito para que essa proporção aumente. Quando você mostra resultado, hoje com o que temos de mídia e rede sociais, a repercussão é positiva se você faz as coisas corretas.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Outros trechos da coletiva:

Relação com Paulo Sousa e como será aproveitado

– Fica difícil falar onde ele deve me utilizar pois o Pablo muda muito devido à circunstância do jogo. Qual time, qual tática. Não tenho nada definido e vou estar à disposição. Confio muito no Paulo, ele está colocando uma filosofia de trabalho no Flamengo, e isso precisa de adaptação. Acredito que, com o tempo, o time dele vai estar com as peças mais bem definidas. O trabalho vai encaixar perfeitamente com o tempo.

Escolha pelo Flamengo

– Esses detalhes profissionais me fizeram estar aqui. Pela grandeza, pela camisa e pela força. Os sinais foram bem claros. Meu empresário disse que o Braz ia me ligar, e eu disse: “Não, eu vou para o Rio”. Estou muito feliz e honrado por estar participando desse grande projeto que é o Flamengo.

Estrutura do Ninho

– A impressão foi espetacular. Já tinha visto a estrutura por vídeo, mas pessoalmente é uma coisa ainda mais diferente. Estava comentando com o Marcos que tudo está interligado na Europa. Citei alguns clubes da Europa com boa estrutura, mas que não tinham tudo no mesmo canto.

Estará à disposição no próximo domingo?

– Essa pergunta você vai fazer pro mister. Eu tinha mais ou menos nove ou 10 dias com trabalhos individuais. Fiz pré-temporada normalmente, não tive problemas, mas é claro que é diferente quando não treina com o grupo ou com bola. A escalação você vai ter que perguntar para o mister, eu já estou trabalhando há três dias. Me sinto bem.

Rodízio do português

– Conheço o Paulo muito bem, e ele sempre vai priorizar a equipe. Acho que essa forma dele é para deixar todos muito preparados. Vou me dedicar nos treinos e me esforçar ao máximo. Ninguém que joga no Flamengo tem que ter cadeira cativa, e isso só quem ganha é o Flamengo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top