São Paulo

Ataque do São Paulo tem o seu pior início na história dos pontos corridos

Rubens Chri / saopaulofc.net

Nas duas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro o São Paulo não marcou nenhum gol. A primeira partida, um empate sem gols contra o Fluminense e neste sábado, perdeu por 2 a 0 para o Atlético-GO.

Apesar de isso ser apenas as duas primeiras rodadas de um torneio que tem 38 e ser muito complexo definir o que cada clube irá disputar até o final do torneio, o São Paulo teve o seu pior início de brasileiro na história dos pontos corridos neste quesito.

Desde 2003, quando foi instituído o formato de pontos corridos, nunca o São Paulo havia passado as duas primeiras rodadas do campeonato sem marcar.

A marca negativa liga o alerta do clube para a competição. Apesar de não ser o principal torneio do Tricolor para a temporada, o Brasileirão é importante para caso o clube não consiga ser campeão em nenhuma das outras competições de mata-mata que está disputando.

+Facundo Milán faz três e São Paulo massacra o Santos no sub-20

Além disso, o momento é de foco na competição de pontos corridos para adquirir gordura e poder jogar com equipes alternativas, quando a Libertadores voltar em julho.

Desfalques

Um dos principais problemas que o São Paulo vem tendo são os desfalques por lesões de jogadores. Isso tem afetado o desempenho de produção no setor pelo fato de não poder contar com jogadores importantes para o setor criativo.

Benítez e Daniel Alves são os principais jogadores criativos do São Paulo e sem eles o time fica engessado, com poucas trocas de passe verticais mais próximos ao gol. Gabriel Sara na função não conseguiu desempenhar grande futebol contra o Atlético e Igor Gomes não vem agradando nas ultimas atuações.

Para ficar informado sobre tudo que acontece com o São Paulo siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram

A solução pode passar por Rigoni, o meia atuou bem assim que entrou e demonstrou um bom cartão de visitas – quase marcou um belo gol onde a bola desviou em Luciano. Além deles, um pouco mais recuado.

Luan também faz falta. Apesar do bom desempenho de Nestor na partida, a equipe são-paulina acaba perdendo muita capacidade de domínio de meio de campo com a falta dos desarmes e  ocupação de espaços do jovem volante. Contra o Atlético, o São Paulo não conseguiu dominar o meio de campo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top