Esportes olímpicos

Cachopa fala sobre as expectativas para a final do Mundial de Vôlei: “eu tenho certeza de que vai ser um jogão”

Cachopa comemorando a classificação do Sada/Cruzeiro
Foto: Reprodução/sadacruzeiro

Após vencer o Funvic/Natal na noite desta sexta-feira (10) por 3 sets a 1 (parciais de 25/17, 25/22, 23/25 e 25/16), a equipe do Sada/Cruzeiro conseguiu carimbar o passaporte para a grande final do Mundial de Clubes de Vôlei Masculino, na qual irá reviver o confronto decisivo de 2019, quando disputou o título contra o Lube Civitanova (equipe que enfrenta também em 2021).

Ao término da partida, o central Isac, do Sada/Cruzeiro, falou sobre a narrativa do jogo e como, mesmo dominando o duelo até o momento, a equipe mineira conseguiu perder um set e ainda assim se recuperar e levar a classificação.

SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTER, INSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

— O jogo é jogado, né? No vôlei às vezes é uma bola, um detalhe, um pouco de capricho, e que pode fazer toda a diferença. Acredito que a equipe deles foi crescendo, nós deixamos isso acontecer muitas vezes. Mas o mais importante é como a gente voltou para o quarto set. Entrou no ritmo, sem dar oportunidade para o time deles pontuar, então foi uma grande partida, e eu fico feliz de ter saído com a vitória — declarou Isac, central do Sada/Cruzeiro.

Outro atleta que também se pronunciou sobre a classificação do Sada/Cruzeiro foi o levantador Fernando Cachopa, que abordou a relação de Lucarelli, atleta do Lube Civitanova, com os jogadores do clube mineiro. Além disso, Cachopa falou ainda sobre suas expectativas para a grande decisão.

— Eu falei com o Lucarelli hoje no hotel, mas a gente não falou sobre nada disso (jogo). O jogo deles foi bem apertado, o nosso também foi muito disputado, a gente jogou contra o Civitanova na final de 2019 e foi um jogão, foi muito legal, a gente saiu com a derrota mas está tudo aberto. É uma final, a gente tem que entrar, jogar, as duas equipes vão estar ali em 100% e eu tenho certeza de que vai ser um jogão — disse Fernando Cachopa, levantador do Sada/Cruzeiro.

Leia mais:

+Sada/Cruzeiro vence Natal e vai à final do Mundial

+Lucarelli fala sobre a final do Mundial de Clubes: ‘É o nosso objetivo agora’

+Em jogo disputado, Lube Civitanova elimina Trentino e vai à final do Mundial de Clubes mais uma vez

Por fim, o treinador da equipe, Felipe Ferraz, falou sobre as estratégias para o próximo e decisivo jogo da competição, sempre mantendo o bom humor e a diversão.

— Na verdade, contar a estratégia eu ainda não vou contar porque a gente ainda tem que estudar esse último jogo do Civitanova. Eu vi o que eles fizeram hoje, a gente sabe que é uma equipe que vem muito agressiva também no saque, isso é um esquema tático europeu, então a gente vai ter que se posicionar bem para executar essa defesa, mas em relação a como nós vamos sair do nosso lado ofensivo, aí a gente ainda precisa estudar hoje a noite, a gente fica até a madrugada pensando enquanto os atletas estão descansando. E aí, amanhã a gente vem para o jogo para desfrutar essa final — concluiu Felipe Ferraz, técnico do Sada/Cruzeiro.

A grande decisão do Mundial de Clubes de Vôlei Masculino acontecerá neste sábado (11) às 20h30 (horário de Brasília), e a disputa do terceiro lugar acontece um pouco mais cedo, às 17h00. Trentino e Funvic/Natal disputarão o terceiro lugar no pódio, enquanto o Sada/Cruzeiro e Lube Civitanova combatem pelo título de campeão.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top