Atlético-MG

Cuca fala sobre protestos em Barranquilla e garante o melhor Atlético-MG para a final do mineiro

Divulgação: Atlético-MG

O clima foi de tensão na partida entre Atlético-MG e América de Cali, vencida por 3 a 1 pelo Galo, em jogo válido pelo returno da fase de grupos da Libertadores. O triunfo deu a classificação ao time mineiro, mas pode-se dizer que a partida foi apenas figurante de um cenário de guerra nos arredores do estádio Romelio Martínez, em Barranquilla, na Colômbia. Isso porque o país enfrenta uma série de protestos populares.

Em entrevista coletiva, após o apito final, o técnico Cuca foi questionado sobre a situação. O comandante citou as paralisações em decorrência do gás lacrimogêneo e parabenizou o árbitro do jogo, Andres Cunha.

— Eu não tinha passado isso. Uma vez aconteceu isso, mas cinco vezes num tempo só não; foi muita coisa. Quando você ouvia barulho das bombas estourando, era questão do gás chegar. As pessoas sabem que se estourassem lá, o vento ia trazer pra cá. Quando vinha, chegava bem forte. Tem que dar parabéns para a arbitragem do Andres que teve coragem de manter a partida até o final.

Outra questão abordada na coletiva foi sobre a decisão do Campeonato Mineiro, que tem início no domingo, com a primeira partida contra o América. O jogo será realizado na Arena Independência, às 16h. O treinador garantiu que o clube vai com o que tem de melhor. Contudo, os titulares do jogo contra o América de Cali não estão assegurados no jogo. Cuca frisou que tudo dependerá da recuperação desses atletas para a partida.

Para ficar informado sobre tudo que acontece com o Atlético-MG, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top