Geral

Destaque no cenário feminino de CS, pan anuncia entrada no VALORANT

Imagem: Matheus Legolas/BBL

Multicampeã no CS:GO, Pamella “pan” Shibuya anunciou nesta segunda-feira (10) que deixará sua aposentadoria para ingressar no game Valorant. A jogadora de 28 anos revelou que a criação de um cenário feminino, com direito a campeonato mundial, despertou seu desejo de retornar aos torneios.

“Quando eu vi o anúncio que iria ter um campeonato só feminino, que eles iriam criar uma liga, um cenário feminino, minha ficha caiu. Não vai ser que nem foi no CS, você vai ter um calendário anual, você consegue se programar” (…) “E ali eu fiquei mexida”, afirmou em entrevista ao ge.

Esse ano eu fiz muitos eventos, mas nada se comparou ao que eu sentia quando eu jogava. Então, isso reviveu aquilo que eu tinha em mim. É a competitividade, não tem jeito. Por mais que eu entregue 100% em tudo o que eu faço, é muito diferente, estar atrás da bancada, não é a mesma coisa. Reacendeu a chama em mim”, completou pan.

A jogadora afirmou que se concentra nas funções de sentinela e controlador, mas que não há nada definido. “Estou realmente jogando tudo de todos os jeitos, mas estou focando em sentinela e controlador, porque acho que é uma função que é muito precária, a galera não sabe fazer e faz muita diferença”.

Uma das jogadoras mais vencedoras da história do Counter-Strike brasileiro, Pan colecionou troféus por mais de dez anos, tanto pelo CS 1.6 quanto pelo CS:GO. Seus principais títulos são a WESG 2017 South American Finals: Female, a Brasil Game Cup Female 2018 e a GAMECON Challenge CS:GO Feminino 2018, parte deles em terras internacionais.

A player já fez parte de organizações como Dexterity Team, INTZ, Vivo Keyd e paiN, a qual deixou em dezembro de 2019 para se tornar uma produtora de conteúdo.

“Eu quis dar um tempo e produzir conteúdo, fazer live, focar nos projetos que eu não tinha tempo para focar quando era jogadora. Assim que virou o ano, eu recebi o convite para fazer os comentários do CBCS” (…) “Me apaixonei pelo mundo de caster. Eu não sabia como era, eu sempre estava do outro lado da tela”.

Pan garantiu que ainda não está acertada com nenhuma organização, mas que está aberta a propostas para jogar os torneios profissionais de Valorant. “Vou trabalhar com o que eu tenho, se aparecer a proposta, eu curtir e fechar já vou entrar logo, não vou ficar esperando não, quero jogar a maior quantidade de tempo possível”, conclui.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top