Fluminense

Fernando Diniz também estava na segunda maior goleada do Fluminense no século XXI

Foto: JORGE BERNAL/AFP via Getty Images

O técnico Fernando Diniz pode encher a boca para falar que estava nas maiores goleadas recentes do Fluminense. Na última quinta-feira, o Tricolor conquistou a maior goleada da história da Copa Sul-Americana e ainda fez seu maior saldo em um único jogo no século XXI. Antes do atropelo contra o Oriente Petrolero, a última vez que o Tricolor tinha feito uma diferença alta de gols no século foi em 2002, pelo Torneio Rio-São Paulo.

No dia 27 de janeiro de 2002, o Fluminense atropelou o America-RJ por 8 a 0 no estádio Giulitte Coutinho, em jogo válido pela segunda rodada do Torneio Rio-São Paulo. A goleada, que foi a maior do clube no século, contou com um hat-trick de Roger Flores, dois gols de Magno Alves e um de César, Paulo César e Flávio, e tinha o atual técnico Fernando Diniz em campo. Após 15 rodadas, o Tricolor terminou a fase de classificação em quinto lugar com os mesmos 24 pontos do São Caetano, mas com uma vitória a menos, e não avançou para as semifinais.

Escalação: Murilo; Flávio, César, Régis e Paulo César; Marcão, Sidney, Fernando Diniz e Roger Flores; Caio e Magno Alves. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

+ Cano ultrapassa Conca e entra na lista dos maiores artilheiros estrangeiros do Fluminense

Ao longo destes 20 anos que se passaram, o Fluminense fez apenas contra goleadas na história. Depois do América-RJ, o clube passou por cima do Juventude por 7 a 1 no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2004. Dois anos depois, goleou o Nova Iguaçu por 6 a 0 novamente no estádio Giulitte Coutinho, em jogo válido pela segunda rodada da Taça Guanabara.

Em 2007, estreou contra a Adesg-AC e já havia vencido o jogo de ida da primeira fase por 2 a 1 na Arena da Floresta. Na partida da volta, no dia 28 de fevereiro, aplicou um 6 a 0 no Maracanã. E a última goleada tinha acontecido no dia 5 de março de 2008. O Fluminense goleou o Arsenal de Sarandí, da Argentina, também por uma placar de 6 a 0 no Maracanã, pela segunda rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores. 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top