Cruzeiro

“Essa liberação de torcedores no Mineirão é estratégia”, afirma Luxemburgo

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Em entrevista coletiva realizada após o duelo entre Cruzeiro e Ponte Preta, em Sete Lagoas-MG, o técnico Vanderlei Luxemburgo falou sobre a experiência de jogar na Arena do Jacaré e as decisões políticas por trás da liberação de público nos estádios de Belo Horizonte.

– A escolha daqui (Arena do Jacaré) foi feita antes (da liberação de público em Belo Horizonte). Mandamos pra cá uma empresa pra cuidar do gramado. É que vocês não viram o antes e depois. O gramado melhorou 70% daquilo que estava antes da empresa vir pra cá. Como nós vamos jogar o próximo jogo aqui, a empresa vai continuar. E aqui é um campo apertado, se abrir para mais torcedores é melhor, por que o calor do torcedor – o centroavante da equipe, como eu falo – é muito importante -, disse Vanderlei.

Leia também: “O Cruzeiro vai levar mais de 10 anos para pagar suas dívidas”, afirma ex-diretor Deivid

Luxemburgo diz que política tem afetado futebol mineiro

Ao falar da atuação do Cruzeiro na Arena do Jacaré, Vanderlei menciona a liberação do público nos estádios de Belo Horizonte, realizada na última quinta-feira:

– Futebol é cheio de artifícios e artimanhas, uma série de coisas que são colocadas em prática e subestimam a inteligência das pessoas. Essa liberação para torcedores no Mineirão, onde não tinham tempo hábil para nós podemos trocar os jogos para lá, onde poderíamos ter torcida, é estratégia, é esperteza. É uma série de coisas que já está vendo no futebol. É um procedimento que acontece corriqueiramente usando com inteligência as datas para que você não possa fazer aquilo que você pode fazer numa troca de jogo.

Por fim, Luxemburgo afirma que essas decisões são influenciadas por questões políticas:

– Eu entendo assim: a política entra dentro do futebol e ajuda a fazer isso. Não tenho críticas a ninguém, acho que cada um faz do jeito que tem que fazer, mas isso é uma coisa que deveria ser colocada de fora. Ganha quem tem que ganhar, joga quem tem que jogar, joga bem, joga mal… Mas, não tivemos tempo hábil. “Ah, mas liberaram na quinta-feira”, e aí? Do que adiantou liberarem na quinta-feira? Só quem vai ser privilegiado é outro, e não nós. Vamos ter que jogar aqui (Arena do Jacaré) porque já estava firmado e não podem mudar antes de dez dias.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top