Mais Esportes

Sabalenka encerra sequência de Barty e levanta taça do Masters de Madrid

Sabalenka Masters de Madrid
Divulgação/Twitter do Masters de Madrid

Aryna Sabalenka foi recompensada pela semana de ótimo nível de tênis e chegou na decisão sem perder nenhum set. Bateu a australiana Ashleigh Barty por 2 sets a 1, com parciais de 6/0, 3/6 e 6/4. Aproveitou a oportunidade da revanche contra a número 1 do mundo. As jogadoras fizeram final em Stuttgart e a bielorrussa foi batida pela rival. Levantou a décima taça na carreira.

O primeiro set foi rápido e marcou amplo domínio de Sabalenka. Ela disparou 11 bolas vencedoras e cometeu somente um erro não forçado. Conseguiu boas angulações com o seu saque e exibiu muita agressividade no fundo de quadra. Barty não conseguia aprofundar seus slices, geralmente baixo e cheio de veneno. A oponente o agredia com tranquilidade e colocava a australiana em apuros.

Tardiamente, Ashleigh entrou na partida apenas na segunda parcial. Sacando com menos potência e apostando na boa colocação dos serviços, ela adquiriu confiança e começou a fechar os games de serviço. Preferiu bloquear os saques de Sabalenka com os slices, quando vinha no seu forehand, a australiana optou por bolas profundas e com mais spin. Deste modo, a tenista fechou o segundo set e a final do Mutua Madrid Open foi decidida no último set.

A decisiva parcial foi a mais disputada da peleja. As duas tenistas, de modo geral, venciam os games de serviço com mais tranquilidade que no restante do jogo e os detalhes fizeram a diferença. No momento que o placar indicava estabilidade (4/4), Aryna Sabalenka viu uma Barty vacilante e quebrou o saque dela. Fez uma game perfeito de serviço e ergueu o troféu do Masters 1000 de Madrid pela primeira vez na carreira.

A bielorrussa elevou a décima taça na carreira e a segunda na temporada, já usufruiu dessa emoção quando conquistou o WTA 500 de Abu Dhabi. Soma mil pontos no ranking da WTA e chegará ao quarto lugar na atualização da classificação, que acontece de segunda-feira. Ela também quebrou a invencibilidade de Barty, que não perdia há nove duelos.

Mesmo sendo derrotada, a australiana continuará como número um e com folga para Naomi Osaka, que ocupa a segunda posição. São mais de dois mil pontos de distância entre as tenistas. Sofreu apenas a quarta derrota na temporada. Já ganhou três torneios em 2021 e segue jogando muito bem.

LEIA MAIS

Andrea Gaudenzi, presidente da ATP, cogita Masters 1000 na grama

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top