Futebol americano

NFL: As possibilidades das equipes da NFC Norte para a temporada

NFC Norte
(Créditos: Montagem/Esporte News Mundo)

A nova temporada da NFL está quase começando, e 2020 promete ser um ano atípico para a liga. Sem estádios cheios, a situação das equipes em busca de uma vitória pode mudar bastante em lugares conhecidos pelo forte barulho. Pensando nisso, o Esporte News Mundo traz uma série de previsões de cada divisão do campeonato e aonde cada equipe pode chegar.

Nesta análise, você poderá conferir como cada equipe da NFC Norte chega para esta temporada, o calendário e os prováveis resultados na NFL em 2020.

+ Os cenários das equipes da AFC Norte para a temporada de 2020 da NFL
+ As possibilidades das equipes da AFC Sul para a temporada de 2020 da NFL
+ As possibilidades das equipes da AFC Leste para a temporada
+ As possibilidades das equipes da AFC Oeste para a temporada de 2020 da NFL

MINNESOTA VIKINGS

Liderados pela ótima fase de Dalvin Cook em 2019, os Vikings foram longe na temporada passada, parando apenas na semifinal de conferência para o San Francisco 49ers. Para 2020, a equipe de Minnesota perdeu o ótimo WR Steffon Diggs, mas conseguiu manter uma boa base e as principais peças de defesa e ataque.

Dalvin Cook é a esperança do Minnesta Vikings para temporada 2020 da NFL (Thearon Henderson / Getty Image)

Apesar da inconstância, Kirk Cousins segue como titular como QB e passa por ele a chance dos Vikings ganharem a divisão nesta temporada. O camisa 8 terminou o ano de 2019 com 26 passes para TD’s e apenas seis interceptações. Apesar dos bons números, Cousins recebeu críticas por deixar a desejar nos momentos cruciais das partidas. No jogo terrestre, Dalvin Cook segue como a principal ameaça e espera repetir o ótimo ano que teve, onde passou das mil jardas terrestres e 13 TD’s anotados.

Na defesa, Minessota manteve sua base forte com Harrison Smith e Anthony Barr liderando a unidade em campo. Para esta temporada, Yannick Ngakoue chega para reforçar ainda mais a linha defensiva, que perdeu Linval Joseph e Everson Griffen.

CALENDÁRIO DOS VIKINGS

A tarefa para o Minnesota, que sempre contou com a força de sua torcida em Minneapolis, não será simples. Sem o calor dos seus fanáticos fãs, os Vikings tem dois fortes adversários dentro de sua própria conferência, Green Bay Packers e Chicago Bears. Além dos rivais da NFC Norte, terão desafios contra Saints, Texans, Seahawks, Buccaneers, Jaguars e Cowboys. Três deles em casa e três fora.

Packers (C), Colts (F), Titans (C), Texans (F), Seahawks (F), Falcons (C), Packers (F), Lions (C), Bears (F), Cowboys (C), Panthers (C), Jaguars (C), Buccaneers (F), Bears (C), Saints (F), Lions (F).

Melhor cenário: 11-5

Caso Kirk Cousins consiga se manter consistente durante toda a partida e assumir as redeas do time nos momentos decisivos, a chance de vencer a divisão para os Vikings é grande. Esta possibilidade também passa por Dalvin Cook se manter saudável e mostrar o mesmo nível técnico demonstrado em 2019. Além do ataque, a defesa de Minnesota, sempre consistente, também precisa mostrar a sua força costumeira dos últimos anos.

Pior cenário: 5-11

Sem o fator torcida em sua casa, o Minnesota pode sentir falta do calor dos seus fãs e a pressão costumeira quando joga em seu território. Além da ausência de seu torcedor, os Vikings podem sofrer com a costumeira incosistência mostrada por Cousins nos momentos decisivos, onde tem mostrado sucumbir diante da pressão. Na defesa, é possível que o time sinta falta das saídas de Linval Joseph e Everson Griffen, dois pilares no forte sistema defensivo.

GREEN BAY PACKERS

Entrando em sua décima sexta temporada na NFL, Aaron Rodgers já está no olimpo dos jogadores do Green Bay Packers e se transformou em sinônimo para o time, desde que assumiu a titularidade em 2008. Pois para 2020, toda a esperança de uma boa temporada para o time de Wisconsin passa pelas mãos do camisa 12 e que ele se mantenha saudável para liderar o time. Mesmo convivendo com lesão, Rodgers conseguiu conduzir a equipe ao título da NFC Norte em 2019.

Aaron Rodgers precisará mais uma vez liderar o Green Bay Packers em busca de mais um título (Dylan Buell / Getty Image)

Os Packers, inclusive, estiveram bem perto de chegar ao Super Bowl LIV, porém perderam na final de conferência para o San Francisco 49ers. Mantidos no time, Davante Parker e Aaron Jones são as armas para auxiliar Rodgers na busca por mais um título de divisão e quem sabe, mais um Vince Lombard para o Green Bay.

Não só de ataque vive Green Bay. A defesa do time sempre foi um ponto elogiado e de força para equipe. Liderados pela dupla Smith (Za’Darius e Preston), a linha defensiva dos Packers precisará ser consistente para manter o alto nível de atuação.

CALENDÁRIO DOS PACKERS

Para que o sonho se mantenha vivo, os Packers precisarão manter suas principais peças saudáveis para encarar o duro calendário que terá pela frente. Com dois adversários fortes dentro da divisão, Chicago Bears e Minnesota Vikings, Green Bay ainda terá desafios complicados contra 49ers, Saints, Buccaneers e Colts, onde uma vitória mudará o cenário para a equipe.

Vikings (F), Lions (C), Saints (F), Falcons (C), Buccaneers (F), Texans (F), Vikings (C), 49ers (F), Jaguars (C), Colts (F), Bears (C), Eagles (C), Lions (F), Panthers (C), Titans (C), Bears (F)

MELHOR CENÁRIO: 13-3

Para que o recorde conquistado na temporada passada (13-3) se repita e traga novamente o título da NFC Norte para os Packers, as principais estrelas precisam se manter saudáveis a temporada toda. Aaron Rodgers teve problemas fisicos em 2019 principalmente pela pouca proteção oferecida pela sua linha ofensiva, sofrendo com pancadas diversas. Além do brilho de Rodgers, Green Bay precisa contar novamente com atuação de destaque de Davante Parker e Aaron Jones. Além do ataque, a dupla Smith (Za’Darius e Preston) precisam manter o nível na defesa.

PIOR CENÁRIO: 9-7

O cenário mais pessimista para Green Bay não é de todo ruim. Mas a falta da presença da torcida no Lambeau Field pode ser um fator crucial para que o time não tenha o desempenho costumeiro apresentado em casa. Além do fator torcida, Aaron Rodgers precisa se manter saudável para liderar o ataque da equipe. E além do camisa 12, o restante da equipe também precisa se manter na ponta dos cascos, visto que o plantel verde e amarelo tem convivido com diversas lesões na temporada 2019.

CHICAGO BEARS

A animação da torcida do Chicago Bears logo no inicio da temporada com a confirmação da chegada de Khalil Mack para liderar a defesa em 2019 não durou muito. Com atuações inconsistentes no ataque, princpalmente do QB Mitchell Trubisky, a esperança de uma vaga na pós-temporada acabou morrendo na praia. Para 2020, a basa defensiva foi mantida e Khalil Mack segue sendo o líder da unidade de defesa. No ataque, Trubisky recebe a sombra de Nick Foles, campeão em 2018 com os Eagles, e de Jimmy Graham, experiente TE para o ataque.

Khalil Mack é o líder da defesa do Chicago Bears (Dylan Buell / Getty Image)

Porém, a tarefa dos Bears não será fácil, já que terão dentro da divisão, mais uma vez, as fortes equipes de Minnesota e Green Bay. Para que o sonho da volta aos playoffs se concretize, Chicago precisará se garantir contra os rivais diretos para almejar o título da NFC Norte.

CALENDÁRIO DOS BEARS

Tal qual os demais adversários da conferência, o Chicago Bears terá um calendário complicado, principalmente na reta final da temporada. A equipe tem uma chance de começar 3-0 com rivais um pouco mais acessivéis, mas a partir daí, toda rodada será um desafio. Serão dois jogos contra Vikings e Packers, além de confrontos com Buccaneers, Rams, Sains e Texans. Para conquista a NFC Norte, será necessário que a equipe vá bem nos confrontos diretos e não se complique nos mais “simples”.

MELHOR CENÁRIO: 12-4

Inconstante e até certo ponto tímido no ataque, Mitchell Trubisky precisará se impor e começar a colaborar nos passes, para tirar o foco do jogo corrido. Caso o QB titular não dê conta, o Chicago foi atrás de um reserva de peso e terá em Nick Foles a possibilidade de virada para liderar o ataque de Chicago. Na defesa, não se pode esperar nada além de excelência de Khalil Mack como sempre tem apresentado. A defesa precisará novamente ser dominante para levar os Bears adiante na NFC Norte.

PIOR CENÁRIO: 6-10

Caso o cenário de 2019 se repita, onde Trubisky praticamente não oferecia risco no jogo de passe, deixando a jogada terrestre sobrecarregado e previsível, o Chicago terá problemas. Apesar do anel de campeão com os Eagles, Nick Foles sempre conviveu com altos e baixos e principalmente lesões em sua carreira. Caso o titular não corresponda e o reserva não esteja saudável, a franquia de Illinois terá grandes problemas e ficará dificil sonhar até mesmo com uma vaga no Wild Card.

DETROIT LIONS

Em uma das conferências mais equilibradas da NFL, o Detroit tem sofrido nos últimos anos para conseguir conquistar uma vaga nos playoffs. Veterano e líder da equipe, Matthew Stafford segue com status de intocável no elenco e entra na sua 12ª segunda temporada na posição de titular e será essencial para que os Lions sonhe com algo maior.

Matthew Stafford precisa se manter em forma para levar o Detroit adiante na temporada (Scott Taestch / Getty Image)

Sempre problemático, o jogo terrestre parece ter encontrado em Kerryon Johnson o seu porto seguro após atuações destacadas em 2019. Na defesa, Desmond Trufant é o trunfo para anular os WR adversários e garantir uma boa temporada para o Detroit.

CALENDÁRIO LIONS

Com os seis confrontos diretos dentro da divisão contra Packers, Vikings e Bears, o calendário de Detroit é bastante complicado. Além dos adversários diretos, os Lions terão desafios duros contra Jaguars, Saints e Colts se quiser sonhar com algo como pelo menos uma vaga de Wild Card nesta temporada.

MELHOR CENÁRIO: 9-7

O melhor cenário para o Detroit não é tão animador quanto a torcida esperaria. Com jogos complicados e claramente um azarão na divisão, a equipe precisará contar com o brilho de Matthew Stafford durante a temporada regular, o jogo corrido de Kerryon Johnson e a ajuda do WR experiente Danny Amendola para ao menos almejar uma vaga no Wild Card. A defesa precisa estar no seu primor para garantir tranquilidade ao ataque.

PIOR CENÁRIO: 3-13

A rotina dos Lions nas últimas temporadas tem sido o problema em lidar com as lesões no elenco. Caso Matthew Stafford não consiga se manter saudável durante todo o ano, a esperança vai por água abaixo. Além disso, apesar de Kerryon Johnson ter dado nova perspectiva ao jogo corrido de Detroit, nada garante que o desempenho de 2019 se repita e traga fantasmas passados de volta para assombrar a franquia.

Concorda com os palpites do Esporte News Mundo? Deixe o seu comentário! Aproveite e siga o ENM no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top