Futebol Internacional

Superliga da Europa: confira o resumo e a repercussão

Superliga da Europa se tornou realidade
Reprodução

No último domingo, os 12 principais clubes de futebol europeus, incluindo Manchester United, Real Madrid e AC Milan, anunciaram o lançando de uma nova competição, construída após meses de negociações secretas, chamada “Super League”. A notícia tem movimentando os bastidores do futebol europeu e repercutido no cenário global, principalmente, por fãs de futebol.

Os boatos sobre a formação de uma nova liga têm circulado há anos no meio esportivo, mas ganhou mais visibilidade em 2018, quando o jornal alemão Der Spiegel fez uma reportagem sobre uma Superliga Europeia. O veículo de imprensa, apresentou uma série de documentos do Football Leakes descrevendo a competição. O objetivo inicial era que os principais clubes de futebol europeus se separassem da UEFA e começassem suas próprias competições em 2021.

Na época, o relatório apresentado pelo veículo causou um choque no futebol, com clubes com medo de não fazerem parte da competição e torcedores temendo que outro torneio seria demais no cenário do futebol. 

Inicialmente, conforme o veículo alemão, o torneio seria formado por 16 equipes e começaria já neste ano, 2021. A competição seria semelhante à Liga dos Campeões, exceto que a UEFA não participaria da Superliga Europeia. As equipes jogariam em uma fase de grupos seguida por eliminatórias.

+Confira os rumores do início do ano
++ Arsène Wenger ‘previu’ criação da Superliga em 2009

O anúncio oficial

A Superliga da Europa se tornou realidade e foi anunciada em um comunicado oficial, na noite de domingo (18) através de nota oficial divulgada pelos organizadores e pelos clubes fundadores. Ela terá a participação de AC Milan, Arsenal FC, Atlético de Madrid, Chelsea FC, FC Barcelona, FC Internazionale Milano, Juventus FC, Liverpool FC, Manchester City, Manchester United, Real Madrid CF e Tottenham Hotspur, todos como Clubes Fundadores. Além deles, mais três clubes poderão se juntar antes da época inaugural.

O atual presidente do Real Madrid, Florentino Pérez foi escolhido para ficar à frente da Superliga Europeia. Além dele, Joel Glazer e Agnelli foram eleitos como vice-presidentes.

No comunicado, os organizadores afirmam que – durante vários anos, os clubes fundadores tiveram o objetivo de melhorar a qualidade e a intensidade das competições europeias existentes ao longo de cada temporada e de criar um formato para os melhores clubes e jogadores competirem regularmente.

Além disso, justificam a criação da liga com o objetivo segundo Florentino Pérez, – de ajudar o futebol em todos os níveis e levá-lo ao seu devido lugar no mundo. O futebol é o único esporte global no mundo com mais de quatro bilhões de fãs e nossa responsabilidade como grandes clubes é responder aos seus desejos.

+ Leia mais sobre o anuncio da Superliga da Europa aqui

Quem é o investidor da Liga?

Segundo o jornal britânico The Guardian o banco JP Morgan Chase será responsável pelo do financiamento bilionário do projeto Super League. A verba é destinada para o lançamento e a remuneração dos clubes participantes da competição. De acordo com a nota oficial, estima-se que torneio tenha um investimento inicial de € 3.5 bilhões.

Repercussão da Superliga

Em janeiro, após notícia publicada pelo portal “Bloomberg” sobre o possível lançamento da Liga, a Fifa divulgou uma nota anunciando o banindo de suas competições aos jogadores que participarem de nova liga europeia.

Desde aquela época, todas as outras seis federações continentais, deixaram claro que a UEFA Champions League e demais competições da Europa devem ser preservadas. Clique aqui para saber mais.

Após o anúncio de domingo, os Clubes da Alemanha e Porto se manifestam contra criação da Super Liga . O Bayern de Munique fez pronunciamento , assim como o Roma e o Wolverhampton que condenou a criação da nova liga da Europa.

O capitão do Liverpool, Jordan Henderson, convocou todos os demais capitães de todos os demais 19 clubes da Premier League para discutir a Superliga.

Além deles, LaLiga, Premier League e Serie A também se pronunciaram oficialmente contra o projeto, ameaçando fortes represálias aos clubes que disputarem o torneio.

Outras notícias sobre a Superliga

A repercussão da SuperLiga nos principais jornais da Europa

Florentino Perez defende Superliga e a critica UEFA: “Vou salvar o futebol”

Premier League condena Superliga e tentará impedir realização do torneio

Federação Alemã quer banimento de clubes da Superliga Europeia

Oh No! Superliga é suspensa

A reação à Super League foi avassaladora e após uma terça-feira (20) marcada por pressão dos jogadores e torcedores as equipes do Liverpool, Tottenham, Manchester United, Manchester City, Arsenal e Chelsea decidiram deixar a liga. O que acarretou na suspensão temporária da competição.

Além deles, a imprensa italiana afirma que Milan e Inter de Milão podem deixar o projeto e farão anúncio oficial muito em breve.
+++ Confira o comunicado de Suspensão da Superliga

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top