Olimpíadas

Tóquio dia 10: Estreia do Atletismo, queda no Futebol, fim de jejum no Vôlei e eliminações no Judô; veja o resumo do dia

Foto: Sam Robles/CBF/Divulgação

O 10º dia de Jogos Olímpicos de Tóquio foi um dos mais recheados até aqui e causou um misto de emoções nos torcedores brasileiros. Se por um lado no vôlei de praia e de quadra o Brasil venceu e no handebol bateu a Argentina, por outro, a Seleção Feminina de futebol foi eliminada nos pênaltis para o Canadá, o judô não rendeu medalhas e outros esportes tiveram mais eliminações.

Confira o resumo do 10º dia de Jogos Olímpicos de Tóquio:

ATLETISMO

O Atletismo estreou neste 10º dia de Olimpíadas e teve Fernando Ferreira e Thiago Moura como os primeiros representantes do Brasil a participar do salto em altura em Tóquio. 

Pelo Grupo A, Fernando Ferreira ultrapassou a marca de 2,21m na última tentativa. Porém, quando avançou para 2,25m, o atleta realizou as três tentativas, mas não conseguiu obter êxito para continuar e foi eliminado.

No Grupo B, Thiago Moura igualou a mesma marca de seu compatriota com 2,21m. Com moral encarou a altura de 2,25m, mas acabou falhando nas tentativas e ficou fora das qualificatórias.

Já nos 3.000m com obstáculos,  Altobeli da Silva disputou pela bateria 3 e largou bem, mas perdeu contato com os líderes da prova e terminou em 9º, com um tempo de 8:29,17 minutos.

Nos 400m com barreiras, Alison dos Santos participou da primeira bateria e conseguiu a classificação para a semifinal com 48,42 segundos, segundo melhor tempo da prova. Por outro lado, Márcio Teles disputou a terceira bateria e foi eliminado da competição, com o sexto melhor tempo, de 49,70 segundos.

Na disputa dos 100m rasos feminino, Rosângela Santos participou da bateria dois fez seu melhor tempo da temporada, de 11s33, mas ficou em 5º lugar e não avançou à semifinal. Vitória Cristina Rosa estava inscrita na bateria quatro, mas desistiu da prova.

No salto triplo, Núbia Soares participou do Grupo B, mas ficou a 36 centímetros de distância da classificação e foi eliminada ainda na primeira fase.

Geisa Arcanjo, do arremesso de peso, teve duas tentativas invalidadas. A única válida, alcançou 16,46m, enquanto ela precisaria chegar a 18.8m para ir à final e se despediu dos Jogos Olímpicos

O Brasil participou da bateria dois do Revezamento 4x400m misto e atingiu o recorde sul-americano, com um tempo de 3min15s89, mas ainda assim, não foi o suficiente para avançar de fase. 

BOXE

Após fazer uma grande luta nas oitavas de final e avançar de fase, Keno Machado encarou o britânico Benjamin Whittaker entre os meios pesados e fez mais um combate bastante equilibrado. Keno perdeu  o primeiro round, mas conseguiu uma recuperação e venceu o segundo.

No round final, o britânico venceu para a vaga na semifinal  com um placar de 3 a 2 e o brasileiro foi eliminado.

Já entre os pesos leve no feminino, Beatriz Ferreira venceu Wu Shih-yi, do Taipé Chinês, por unanimidade e avançou para as quartas de final, que será disputada contra Raykhona Kodirova, do Uzbequistão, na madrugada de segunda (2) para terça-feira (3), às 5h (horário de Brasília).

Abner Teixeira participou da categoria peso pesado e encarou Hussein Iashaish, da Jordânia. O brasileiro venceu por 4 a 1 e, classificado para a semifinal, já garantiu ao menos uma medalha de bronze para o Brasil.

CANOAGEM SLALOM

Pedro Gonçalves participou da semifinal da modalidade na categoria K-1, não conseguiu a marca para avançar para a final da modalidade. Durante a descida, o brasileiro recebeu três punições de dois segundos, o que o rendeu um tempo de 104,33 segundos e um 19º lugar, que o deixou de fora da disputa por medalha.

+ Clique aqui para conferir a agenda completa de todas as modalidades

CICLISMO BMX

Renato Rezende foi o representante brasileiro na modalidade e participou, contra outros sete competidores, das semifinais, que sofreram com muito atraso por conta das fortes chuvas, mas não conseguiu a classificação para a disputa de medalhas.

Na primeira corrida, o brasileiro ficou na 5ª colocação, com uma corrida no tempo de 41seg561. Porém, na segunda corrida, Renato caiu na segunda curva do percurso, piorou o tempo e terminou na última colocação com um tempo de 1min28seg740.

Na última corrida, o brasileiro viu os líderes tirarem grande vantagem, ficou em 7º, com 70seg992, e terminou em 7º na classificação geral.

FUTEBOL

O Brasil disputou as quartas de final do futebol feminino e, num jogo duro contra o Canadá, acabou eliminado da competição. O jogo foi bastante equilibrado e bem nervoso por parte das duas equipes.

No tempo regulamentar, ninguém conseguiu marcar e a partida foi para a prorrogação. Ainda sem tirar o zero do placar, o classificado teve que ser decidido nos pênaltis.

Bárbara chegou a defender a primeira cobrança, mas a goleira canadense Labbé pegou as batidas de Andressa Alves e Raffaelle, e o Brasil deu adeus aos Jogos Olímpicos.

HANDEBOL

A Seleção Brasileira fez um grande jogo contra a Argentina, que resultou em mais uma vitória do Brasil sobre os hermanos nessas Olimpíadas. Os brasileiros fizeram um grande primeiro tempo e foram para o intervalo com boa vantagem.Na etapa final, o Brasil perdeu o ritmo que tinha e viu a Argentina encostar, mas se recuperou no final e venceu o jogo por 25 a 23.

A derrota da Argentina eliminou a seleção da competição que vai para a última rodada apenas para cumprir tabela, enquanto o Brasil conseguiu sua primeira vitória em Tóquio e segue com chances de se classificar. 

HIPISMO

O Brasil foi representado na modalidade por Marcelo Tosi e Rafael Losano, que disputaram o Concurso Completo de Equitação.

Tosi foi o primeiro a competir e foi penalizado em 31,5, o que o deixou em 16º. Já Losano sofreu uma penalização um pouco maior, de 36, e terminou em 30º.

A disputa segue a partir da noite desta sexta-feira (30) e terá Carlos Parro como representante do Brasil na competição.

JUDÔ

A modalidade teve dois representantes brasileiros no dia e começou com altas expectativas, mas terminou com sem medalhas tanto na categoria feminina, quanto na masculina.

Maria Suelen Altheman foi a primeira a subir no tatame pela categoria acima de 78kg feminino e derrotou a eslovena Anamari Velensek. A brasileira chegou a derrubar a adversária durante a luta, mas os juízes não marcaram nada. A adversária da brasileira, no entanto, recebeu três shidos e foi punida automaticamente e fez Sussu vencer o confronto.

Já nas quartas de final, Maria Suelen encarou a francesa Romane Dicko, mas sofreu uma grave lesão, teve que abandonar a luta e deixou o tatame de maca. A brasileira ainda teria chance de disputar o bronze na repescagem, mas não tinha condições físicas de seguir na competição.

Entre os homens, Rafael Silva, o Baby, enfrentou Ushangi Kokauri, do Azerbaijão, na categoria acima de 100kg. O brasileiro chegou a receber dois shidos, mas aplicou um ippon no adversário no golden score e avançou às quartas de final.

Nas quartas, Baby pegou Guram Tushishvili, da Geórgia, e, num combate duro, acabou eliminado por receber a terceira punição, já no Golden Score.

Na repescagem, Rafael Silva encarou o francês Teddy Riner, um de seus maiores algozes, e acabou derrotado em pouco tempo com um ippon.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

NATAÇÃO

Bruno Fratus foi o primeiro brasileiro a entrar na água neste 10º dia de Jogos no 50m livre masculino. Fratus buscava vaga na semifinal da prova e se garantiu na próxima fase com o quarto melhor tempo, de 21s67.

Já Etiene Medeiros participou dos 50m livre feminino e surpreendeu negativamente. A nadadora fez um tempo de 25s45  e terminou na última colocação, o que a eliminou da competição de forma prematura

Em seguida, Guilherme Costa participou da quarta bateria dos 1500m livre e terminou na sexta posição com o tempo de 15min01s18, mas não se classificou para a final da prova.

Por fim, no 4x100m medley masculino, o time brasileiro terminou na quarta colocação, e alcançou resultado para ir à final, porém, foram desclassificados, Felipe Lima queimou a largada após pular pouco antes de Guilherme Guido chegar ao fim.

REMO

Após ser eliminado na semifinal, Lucas Verthein participou da Final B, que não valeu medalha, mas definiu a classificação entre o 7º até o 12º colocado. O brasileiro fechou sua participação nos Jogos em décimo segundo lugar com o tempo de 6:52.09.

O resultado, no entanto, já entra para a história, pois é o melhor resultado de um atleta brasileiro da modalidade em 100 anos.

RUGBY SEVENS

As Yaras, como são conhecidas as atletas da seleção brasileira de rugby, conheceram sua terceira derrota em três jogos nos Jogos, dessa vez para Fiji. As brasileiras começaram bem e anotaram o primeiro try do jogo. As adversárias, no entanto, uma das favoritas a levar o ouro, cresceram no jogo, não deixaram mais o Brasil jogar e venceram a partida por 41 a 5.

Com a derrota, as Yaras se despediram da busca por medalhas, mas enfrentaram o Canadá na semifinal da disputa pelo 9º lugar e perderam por 45 a 0. O Brasil ainda encara o Japão na disputa pela 11ª colocação.

SALTO ORNAMENTAL

Luana Lira participou da prova do trampolim 3m dos saltos ornamentais. A brasileira fez cinco saltos e somou 244.35 pontos, mas terminou em 21º lugar, a apenas três de conseguir a classificação para a semifinal e está eliminada da competição.

VELA

Na classe 49er masculino, Marco Grael e Gabriel Borges chegaram a ocupar a oitava posição da primeira corrida, mas tiveram problemas e acabaram não terminando a prova. Na segunda, melhoraram o desempenho e chegaram em 8º, enquanto na última corrida do dia ficaram em 7º.

No 470 masculino, a dupla de Henrique e Bruno terminou na 18ª posição na primeira corrida. Já na segunda, pioraram o resultado e chegaram em último lugar.

Enquanto isso, no 470 feminino, Fernanda e Ana terminaram na 14ª colocação na primeira corrida e melhoraram ainda mais o desempenho na segunda ao alcançar o 4º lugar.

Na categoria Laser, Robert Scheidt teve participação modesta e terminou em 24º e em 36º nas das corridas que fez, mas mesmo assim conseguiu resultado para participar da medal race. No entanto, as chances de medalha são baixas, já que precisaria terminar entre os líderes em todas as corridas finais.

Por fim, Martine Grael e Kahena Kunze participaram da 49er FX e conseguiram bons resultados. Venceram a sétima regata, ficaram em 6º na oitava e em 11º na nona. Ainda restam três etapas para a definição das participantes na medal race, mas as brasileiras têm boas chances de fazer parte da disputa.

VÔLEI

A Seleção Brasileira voltou a fazer um grande jogo, cheio de emoções e venceu o terceiro jogo seguido, dessa vez sobre os Estados Unidos, um dos favoritos a ficar com a medalha de ouro em Tóquio.

Os americanos largaram bem e venceram o primeiro set encarando um adversário irregular e inseguro do outro lado da quadra. Mas o Brasil mostrou poder de recuperação e conseguiu empatar o jogo no segundo set.

Na sequência do jogo, mesmo com muitos erros técnicos, liderado por Lucarelli, o Brasil não deu chance para os estadunidenses, confirmou a vitória com bons sets finais e fechou o jogo em 3 a 1.

VÔLEI DE PRAIA

Os brasileiros Bruno e Evandro viraram sobre os poloneses Michał Bryle e Grzegorz Fijałek e venceram por 2 a 1 para garantir a liderança do Grupo E e manter o 100% de aproveitamento. 

Confira como fica o quadro de medalhas após o 10º dia de Jogos Olímpicos:

Brasil ocupa o 19º lugar no quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos. Imagem: Esporte News Mundo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top